EVOLUÇÃO DAS ÁREAS OCUPADAS PELA CANA-DE-AÇÚCAR E AS IMPLICAÇÃO NA REDE DE DRENAGEM DA BACIA DO RIBEIRÃO BONITO (SP)

Autores

  • Adriano Luís Heck Simon
  • Cenira Maria Lupinacci da Cunha

Palavras-chave:

Uso da Terra, Hidrografia.

Resumo

A dinâmica de uso da terra desencadeia alterações nos elementos do sistema físico-ambiental, dentre eles os canais de drenagem, suscetíveis às intervenções desencadeadas pelo processo de ocupação. As transformações se intensificam quando o tipo de uso da terra envolve significativa mecanização e alteração estrutural da morfohidrografia – caso das lavouras de cana-de-açúcar. Assim, este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar as alterações espaciais na rede de drenagem, desencadeadas pela dinâmica de uso da terra na bacia hidrográfica do ribeirão Bonito (SP). Ênfase foi dada as alterações desencadeadas pela evolução espacial de lavouras de cana-de-açúcar no setor de média e baixa bacia. A metodologia envolveu: 1) a elaboração de mapas de uso da terra e da rede de drenagem em três cenários (1962, 1972 e 2007), 2) seleção de amostras circulares para a análise das alterações nas densidades de rios e de drenagem e 3) realização de trabalhos de campo. Os resultados apontaram para a redução das densidades de rios e de drenagem em função da ampliação das lavouras de cana-de-açúcar, que soterraram canais fluviais de primeira ordem e se expandiram sobre áreas de mata ciliar comprometendo o regime hidrológico da bacia hidrográfica.

Downloads

Publicado

2012-11-12

Como Citar

Heck Simon, A. L., & Lupinacci da Cunha, C. M. (2012). EVOLUÇÃO DAS ÁREAS OCUPADAS PELA CANA-DE-AÇÚCAR E AS IMPLICAÇÃO NA REDE DE DRENAGEM DA BACIA DO RIBEIRÃO BONITO (SP). REVISTA GEONORTE, 3(5), 434–443. Recuperado de //periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2095