RELAÇÃO ENTRE DESASTRES NATURAIS E FLORESTA

  • Masato Kobiyama
  • Gean Paulo Michel
  • Roberto Fabris Goerl
Palavras-chave: bacia-escola, hidrologia florestal, desastres hidrológicos

Resumo

Os desastres naturais são sérios distúrbios desencadeados por perigos naturais que causam perdas socioambientais e podem ser classificados em diversos grupos (geofísico, hidrológicos, meteorológicos, etc.) e tipos (terremoto, tsunami, escorregamento, inundação, incêndio, etc.). Os registros destes desastres demonstram que os hidrológicos ocorrem com maior frequência no mundo. Os desastres podem ocorrer em qualquer lugar do planeta, ou seja, não apenas em ambientes urbanizados, mas também em ecossistemas florestais. Os principais componentes deste ecossistema são árvores (copa + tronco + raiz), arbustos, faunas, solos florestais, entre outros. Dependendo dos componentes de uma floresta e também das condições destes componentes, a mesma pode exercer efeitos positivos e/ou negativos para cada tipo de desastre. Para inserir a floresta como um elemento primordial no gerenciamento de desastres naturais, é necessário compreender melhor as suas funções. Uma das ações relevantes e urgentes para atender esta necessidade deve ser a implementação de rede de bacias-escola, pois, por meio dela, a comunidade aumentará o conhecimento sobre hidrologia florestal que por sua vez procura entender quais as relações entre a floresta e a água que contribuem para desencadear os desastres hidrológicos.

Biografia do Autor

Masato Kobiyama
UFAM
Publicado
2012-12-01
Como Citar
Kobiyama, M., Michel, G. P., & Goerl, R. F. (2012). RELAÇÃO ENTRE DESASTRES NATURAIS E FLORESTA. REVISTA GEONORTE, 3(10), 17 - 48. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1128
Seção
Artigos