CONDICIONANTES MORFOMÉTRICOS PARA O SURGIMENTO DE CANELURAS E ESCAMAMENTOS EM VOÇOROCAS

  • Antonio Fábio Guimarães Vieira ufam
  • Deivison Carvalho Molinari
  • Anne Carolina Marinho Dirane
  • Amarílis Rodrigues Donald UFAM
Palavras-chave: Canelura, escamamento, voçoroca, escoamentos

Resumo

O presente artigo tem como objetivo central identificar e discutir as influências dos condicionantes morfométricos (comprimento e profundidade) e de declividade da parede de voçorocas o surgimento de caneluras e escamamentos no interior destas. A compreensão da gênese dessas feições reveste-se de importância pois fornece elementos para o entendimento dos mecanismos atuantes no interior das voçorocas, além de sinalizarem para o estágio de evolução dessas incisões. Os resultados permitem afirmar que as caneluras estão associadas aos fluxos superficiais concentrados nas microcabeceiras de drenagem, localizadas na borda da voçoroca possibilitando a convergência de águas para o interior da incisão na forma de fluxo de adesão e/ou em cascata. Por outro lado, os escamamentos estão associados a ação de fluxos superficiais difusos que convergem para o interior (parede) da voçoroca com energia cinética reduzida, se comparada aos que ocorrem nas caneluras.

Biografia do Autor

Antonio Fábio Guimarães Vieira, ufam
UFAM
Amarílis Rodrigues Donald, UFAM
UFAM
Publicado
2011-12-01
Como Citar
Vieira, A. F. G., Molinari, D. C., Dirane, A. C. M., & Donald, A. R. (2011). CONDICIONANTES MORFOMÉTRICOS PARA O SURGIMENTO DE CANELURAS E ESCAMAMENTOS EM VOÇOROCAS. REVISTA GEONORTE, 2(2), 79 - 92. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1123
Seção
Artigos