O comércio mundial de armas e a exportação bélica do Brasil

  • Ian Cassiano Batista Cunha Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
  • Ricardo José Batista Nogueira
Palavras-chave: Geopolítica, militar, Brasil.

Resumo

Desde o fim da Segunda Guerra Mundial, presenciamos uma nova corrida armamentista que envolve as principais potências mundiais e que estão em constante competição pela soberania econômica, tecnológica e militar. O objetivo central é apresentar algumas teorias das relações internacionais para mostrar o comportamento entre Estados a partir da sua forma de gestão, além de exaltar a capacidade de produção bélica do Brasil e o destino desse material. A pesquisa se baseia em levantamento bibliográfico e consulta ao banco de dados de institutos aplicados no monitoramento de transferências de material bélico entre países.

 

Biografia do Autor

Ian Cassiano Batista Cunha, Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.

Graduando em Geografia pela Universidade Federal do Amazonas-UFAM.

 

Ricardo José Batista Nogueira
Professor do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Amazonas-UFAM.
Publicado
2017-05-15
Como Citar
Batista Cunha, I. C., & Batista Nogueira, R. J. (2017). O comércio mundial de armas e a exportação bélica do Brasil. REVISTA GEONORTE, 8(28), 178 - 190. https://doi.org/10.21170/geonorte.2017.V.8.N.28.178.190