Sofrimento mental de indígenas na Amazônia

  • Renan Albuquerque Rodrigues Universidade Federal do Amazonas

Resumo

O trabalho foi orientado a partir de vivência social e
integração humana nas sedes municipais da região, o que possibilitou
reflexões acerca da situação dos aldeados das terras Andirá-Marau
(Sateré-Mawé) e Nhamundá-Mapuera (Hixkaryana), reconhecidamente
em trânsito nos ambientes citadinos. Essas sedes municipais são
polos urbanos dos municípios de Parintins, Barreirinha e Nhamundá,
todos pertencentes ao Amazonas e fronteiriços ao Pará. Os
municípios vem recebendo aportes significativos de índios que
migram por motivos diversificados, sendo inúmeras as vidas vividas
mediante o signo da reconstrução.

Biografia do Autor

Renan Albuquerque Rodrigues, Universidade Federal do Amazonas
Graduado em Comunicação Social, MSc em Psicologia Social, Dr. em Sociedade e Cultura da Amazônia. Professor da Ufam/Icsez (colegiado de jornalismo, polo Parintins).