CENÁRIOS FUTUROS DE DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DO PULGÃO- AMARELO NO BRASIL COM BASE EM RELATÓRIOS DE AVALIAÇÃO DO IPCC

Autores

  • Franciele de Oliveira Pimentel
  • Letícia d’Agosto Miguel Fonseca
  • Marcos Cicarini Hott
  • Alexander Machado Auad

Palavras-chave:

Mudanças climáticas, pulgão-amarelo, IPCC.

Resumo

Este estudo teve por objetivo comparar os resultados da distribuição geográfica do pulgão- amarelo (Sipha flava) com base no Terceiro e no Quarto Relatório de Avaliação do IPCC no território brasileiro. O afídeo apresenta ampla distribuição geográfica, e pode causar danos às diversas culturas utilizadas na alimentação do gado de leite. As imagens que contém as médias de temperatura com tamanho de 30’ (meio grau) cada pixel, dos relatórios do IPCC foram classificadas de acordo com as faixas de temperatura de sobrevivência do inseto, realizadas em laboratório, assim foi possível gerar o cenário A2 para os anos 2020, 2050 e 2080 (cenário em que o aquecimento traria modificações drásticas para o clima). O software ArcGIS foi utilizado na confecção dos mapas para os relatórios do IPCC. A comparação dos mapas para os relatórios em questão mostrou que em termos de regiões, a favorabilidade continua com a mesma tendência para os meses de temperaturas médias mais altas no ano de 2020, mas com algumas modificações nos estados abrangidos. De acordo com a avaliação das áreas de abrangência do inseto no mês de junho, conclui-se que o modelo apresentado pelo 4º Relatório de Avaliação do IPCC tende a diminuir a condição de sobrevivência do inseto.

Downloads

Publicado

2012-10-06

Como Citar

Oliveira Pimentel, F. de, Miguel Fonseca, L. d’Agosto, Cicarini Hott, M., & Machado Auad, A. (2012). CENÁRIOS FUTUROS DE DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DO PULGÃO- AMARELO NO BRASIL COM BASE EM RELATÓRIOS DE AVALIAÇÃO DO IPCC. REVISTA GEONORTE, 3(9), 1026 –. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2559

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)