VEGETAÇÃO URBANA E VARIABILIDADE DO CAMPO TÉRMICO EM ÁREAS SELECIONADAS DA CIDADE DE SANTA MARIA (RS)

Autores

  • Daniel Borini Alves
  • Adriano Severo Figueiró
  • Adriano Severo Figueiró

Palavras-chave:

Paisagem urbana, vegetação, campo térmico, Santa Maria.

Resumo

Diante de um planeta cada vez mais urbano, muitas preocupações voltam-se para as mudanças naestrutura da paisagem urbana, visando a melhoria das condições de vida da população. Entre essascondições, destacam-se as funcionalidades ambientais, como exemplo do conforto térmico, necessáriopara que o urbano possa proporcionar boa qualidade ambiental e contribuir com o bem estar doshabitantes citadinos. Nesse sentido, a presente pesquisa buscou investigar as variabilidades do campotérmico em áreas selecionadas da área urbana de Santa Maria, analisando e mensurando a contribuiçãoda vegetação na amenização das temperaturas em nível microclimático. Para isso, foram realizadasmedições térmicas horárias simultâneas em quatro áreas selecionadas da área urbana local, entre as 9he as 20:30h do dia 25 de novembro de 2011, sob condições de tempo com domínio de Massa PolarVelha, posteriormente mapeadas e analisadas. A variabilidade do campo térmico nas quatro áreasselecionadas ao longo do dia mostrou que nas diversas condições a vegetação apresenta contribuiçãosignificativa na amenização térmica, variando de acordo com a configuração em que está inserida ecom o horário mensurado. Acredita-se que a partir da geração dessas informações, permite-se ao poderpúblico agregar mais atributos para que o planejamento do desenvolvimento urbano ocorra de forma acontemplar a contribuição da vegetação na manutenção da qualidade ambiental local.

Downloads

Publicado

2012-11-12

Como Citar

Borini Alves, D., Severo Figueiró, A., & Severo Figueiró, A. (2012). VEGETAÇÃO URBANA E VARIABILIDADE DO CAMPO TÉRMICO EM ÁREAS SELECIONADAS DA CIDADE DE SANTA MARIA (RS). REVISTA GEONORTE, 3(5), 1111 –. Recuperado de //periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2170