ANÁLISE E AVALIAÇÃO DOS FRAGMENTOS FLORESTAIS DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO BAIXO CURSO DO RIO TIBAGI EM IMAGENS DE SATÉLITE E GEOPROCESSAMENTO

  • Ronaldo Natalino Cicili
  • Edson Luís Piroli
Palavras-chave: Impactos ambientais, geomorfologia ambiental, rio Tibagi, geossistema, bacia hidrográfica.

Resumo

Este trabalho analisou as interfaces dos impactos ambientais no Baixo Curso do Rio Tibagi, nasáreas delimitadas pela sua Foz junto ao Rio Paranapanema, na raia divisória entre os Estados doParaná e Estado de São Paulo. Trata-se de uma região de intensa atividade agropecuária, queapresenta processos de degradação ambiental geradores de graves danos, como erosão dos solos,desmatamentos e uso indiscriminado do solo, com presença de áreas urbanizadas e de lazer,bem próximas aos cursos d’água, provocando impactos ainda não estudados e analisadosdetalhadamente. Nesta pesquisa procurou-se avaliar, os principais impactos ambientais naregião, visando ações do poder público e privado para recuperar, minimizar, e manter do pontode vista ambiental esta região tão rica para a biodiversidade e seu uso econômico racional.Através de análise dos dados e estudos obtidos, procurou-se fornecer subsídios para arecuperação dessa importante Bacia Hidrográfica de forma sistêmica e progressiva,contribuindo para o uso dos recursos naturais, objetivando o desenvolvimento regional autosustentadoe um melhor equilíbrio desse ecossistema.
Publicado
2012-11-16
Como Citar
Natalino Cicili, R., & Luís Piroli, E. (2012). ANÁLISE E AVALIAÇÃO DOS FRAGMENTOS FLORESTAIS DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO BAIXO CURSO DO RIO TIBAGI EM IMAGENS DE SATÉLITE E GEOPROCESSAMENTO. REVISTA GEONORTE, 3(6), 573 - 582. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1971