USO E OCUPAÇÃO DO SOLO E ANÁLISE MORFOMÉTRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO BOM JARDIM, BRASILÂNDIA/MS

  • Angélica Estigarribia São Miguel
  • Rafael Brugnolli Medeiros
  • Wallace de Oliveira
  • Cláudia Aparecida Coronado Brugnolli
Palavras-chave: bacia hidrográfica, uso e ocupação do solo, características morfométricas, sensoriamento remoto.

Resumo

As bacias hidrográficas têm fundamental importância na paisagem, pois são seus modeladores. Por motivos naturais ou principalmente fatores antrópicos, o desequilíbrio das bacias vêm se acentuando gradativamente. Este trabalho tem como objetivo a realização de um diagnóstico do uso e ocupação do solo e as características morfométricas na bacia do Córrego Bom Jardim, localizado no município de Brasilândia/MS, utilizando técnicas de sensoriamento remoto. Para tal estudo foi feita uma comparação entre os anos de 1999 e 2010, para avaliar as mudanças ocorridas em todo o ambiente da bacia. De acordo com os resultados obtidos, observou-se um aumento da área urbana juntamente com o aumento das áreas de pastagens, o que ocasionou no desmatamento das áreas próximas. Esse desmatamento que já ocorre, somado ao ligeiro aumento da silvicultura, que na área compreende como plantio de eucalipto ocasionam mais áreas desmatadas, prejudicando assim toda a paisagem do local. Os canais da bacia são classificados como sendo dendríticos, apresentando uma forma retangular, tendo poucos cursos d’água por Km². Como proposta para um melhor ordenamento da bacia, sugere-se formas de prevenção dos processos de degradação, buscando a redução do desmatamento e replantio de áreas já degradadas, melhorando assim todo o ambiente e promovendo um cuidado maior com os recursos hídricos da bacia.

Biografia do Autor

Angélica Estigarribia São Miguel
UFAM
Publicado
2013-12-01
Como Citar
São Miguel, A. E., Medeiros, R. B., Oliveira, W. de, & Brugnolli, C. A. C. (2013). USO E OCUPAÇÃO DO SOLO E ANÁLISE MORFOMÉTRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO BOM JARDIM, BRASILÂNDIA/MS. REVISTA GEONORTE, 4(11), 72 - 84. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1136
Seção
Artigos