ANÁLISE DE POSSÍVEL TORNADO NA CIDADE DE TAPEJARA, RIO GRANDE DO SUL

Analysis of possible tornado in the city of Tapejara, Rio Grande do Sul

  • Jessica Zanivan Universidade Federal da Fronteira Sul, UFFS - Campus Erechim, Brasil
  • Rafaela Pollon Universidade Federal da Fronteira Sul, UFFS - Campus Erechim, Brasil
  • Pedro Germano Murara Universidade Federal da Fronteira Sul, UFFS - Campus Erechim, Brasil.
Palavras-chave: Análise rítmica; Eventos extremos; Impactos Urbanos..

Resumo

Eventos de origem climática ou meteorológica correspondem a quase 90% dos episódios extremos ocorridos no planeta. Pesquisas apontam que a frequência e intensidade de tais episódios têm aumentado nos últimos anos em decorrência das mudanças climáticas ocasionadas por ação antrópica. Os tornados são episódios extremos de grande relevância devido aos fortes impactos provocados e tem ocorrido com maior frequência nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. Neste sentido, o estudo realizado buscou analisar um evento extremo ocorrido em 2014 em Tapejara, um município localizado na região noroeste do estado do Rio Grande do Sul, popularmente identificado como tornado. Para este estudo, foram utilizados dados meteorológicos das três estações oficiais mais próximas do município, além da análise de imagens de satélite e cartas sinóticas. Foi elaborado também gráfico de análise rítmica que possibilitou identificar a variabilidade dos elementos climáticos no dia do evento, bem como, os sistemas atmosféricos atuantes. Os resultados apontaram para ocorrência de uma frente fria durante o evento em análise e, as velocidades dos ventos na região, não se caracterizam pela ocorrência de um tornado e sim, pela ocorrência de rajadas de ventos que causaram queda de árvores e destelhamento que repercutiram em perdas e prejuízos para o município.

Publicado
2020-07-07
Como Citar
Zanivan, J., Pollon, R., & Murara, P. G. (2020). ANÁLISE DE POSSÍVEL TORNADO NA CIDADE DE TAPEJARA, RIO GRANDE DO SUL: Analysis of possible tornado in the city of Tapejara, Rio Grande do Sul. REVISTA GEONORTE, 11(37), 22-38. https://doi.org/10.21170/geonorte.2020.V.11.N.37.22.38
Seção
Artigos