CLIMA URBANO E ILHAS DE CALOR EM CÂNDIDO MOTA/SP

Autores

  • Gislene Figueiredo Ortiz
  • Margarete Cristiane de Costa Trindade Amorim

Resumo

Os problemas ambientais urbanos foram intensificados a partir da Revolução Industrial e
da consequente expansão da urbanização. A maioria das cidades cresceu sem um planejamento urbano
eficaz, ocasionando degradação ambiental. Dentre os diferentes problemas ambientais urbanos, o
aquecimento da atmosfera próxima da superfície urbana pode ser elencado como um dos mais
preocupantes, onde as mudanças causadas pela urbanização geram o clima urbano. Ilhas de calor,
inversão térmica, queda na umidade relativa do ar e concentração das precipitações são os efeitos do
clima urbano. Esses são percebidos com maior intensidade nos grandes centros urbanos, mas também
nas médias e pequenas cidades. Desta forma, no presente trabalho se tem por objetivo analisar a
temperatura e a umidade relativa do ar de Cândido Mota, cidade de pequeno porte, localizada no oeste
do Estado de São Paulo. A pesquisa se pautou nas proposições teórico-metodológicas de Monteiro
(1976), que visa uma análise sistêmica do clima urbano. Os dados sobre a temperatura e umidade
relativa do ar foram mensurados por meio de pontos fixos. Após a sistematização e análise dos dados,
foi constada ilha de calor de 8ºC, um valor elevado para uma cidade de pequeno porte.

Publicado

2012-10-06

Como Citar

Figueiredo Ortiz, G., & Costa Trindade Amorim, M. C. de. (2012). CLIMA URBANO E ILHAS DE CALOR EM CÂNDIDO MOTA/SP. REVISTA GEONORTE, 3(9), 455 –. Recuperado de //periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2508