SIMBOLISMO E MITOS INDÍGENAS: UM OLHAR ATRAVÉS DO PENSAMENTO COMPLEXO E DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

  • Rosilene Campos Magalhães Gomes
Palavras-chave: Pensamento Complexo, Educação Ambiental, Simbologia e Mitos Indígenas.

Resumo

Este estudo teve como objetivo discutir um referencial teórico e projetar algumas proposições tendo por base a complexidade do espaço geográfico, a Educação Ambiental, na busca de revitalizar o território indígena com sua simbologia e mitos. Procura mostrar, numa perspectiva ambientalista, a necessidade de revigorar e valorizar o estudo do imaginário social dessas culturas, em decorrência à sua imensurável riqueza, em vez de reproduzirmos saberes ocidentais e estranhos à essa cultura, além de valores alienígenas do imaginário social. Por acreditar que a Geografia e a Educação Ambiental podem viabilizar o que preconiza o Paradigma da Complexidade é que se identificou nos mitos e simbologias importantes elementos para repensar a relação do Homem com a Natureza e, com isto, promover o sentimento de pertencimento para promover um desenvolvimento compatível com a sustentabilidade do planeta.

Biografia do Autor

Rosilene Campos Magalhães Gomes
ufam
Publicado
2012-11-16
Como Citar
Magalhães Gomes, R. C. (2012). SIMBOLISMO E MITOS INDÍGENAS: UM OLHAR ATRAVÉS DO PENSAMENTO COMPLEXO E DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL. REVISTA GEONORTE, 3(6), 301-312. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2047