ALTA BACIA DO RIO NEGRO/MS: PRECAUÇÕES ÀS POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO SÓCIO-ECONÔMICO

  • Waleska Souza Carvalho Santana
  • Valter Guimarães
Palavras-chave: bacia hidrográfica – dinâmica de superfície – planejamento de uso da terra

Resumo

A área de estudos está inserida na região dos patamares e escarpas da borda ocidental da baciasedimentar do Paraná, de embasamento constituído por litologias paleozóicas e mesozóicas, comaltimetrias variando de duzentos a seiscentos metros, nos compartimentos geomorfológicos doPrimeiro Patamar, Depressão Interpatamares e Segundo Patamar onde se individualizam direçõescontrapostas das águas dos canais fluviais principais, conduzindo-as para a planície pantaneira.Dominantemente, a densidade de drenagem mais representativa instala-se sob o comandohidrodinâmico do canal do rio Negro que recebe tributários em todo o alinhamento do SegundoPatamar e Patamar do Taquarí-Itiquira, sobressaindo-se as sub-bacias dos rios do Peixe, do Garimpo edo rio Negrinho. Atualmente, o elevado grau de utilização dos ecossistemas pelas atividadeseconômicas não tem possibilitado o tempo necessário para a sua recuperação perante os impactoshumanos introduzidos ocorrendo na maioria das vezes uma retroalimentação positiva que tem levado auma insuficiência de ecossistemas. Assim, ao uso da terra com atividades agropastoris, pode e devemseimpor limites de expansão quando, o recurso utilizado, no caso os solos e as águas, que apesar dopotencial de oferta, carecem de proteção à vida. Desta maneira, a inovação e/ou a renovação produtivado espaço utilizado, na região, sob a ótica da sustentabilidade de ambientes, deve ser praticada sobcondições de manejo voltado à conservação.
Publicado
2012-11-16
Como Citar
Carvalho Santana, W. S., & Guimarães, V. (2012). ALTA BACIA DO RIO NEGRO/MS: PRECAUÇÕES ÀS POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO SÓCIO-ECONÔMICO. REVISTA GEONORTE, 3(6), 474 - 484. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1961