AGRICULTURA ORGÂNICA EM SERGIPE: ALTERNATIVA À SUSTENTABILIDADE?

  • Clêane Oliveira dos Santos
  • Rosemeri Melo e Souza
Palavras-chave: Produção de alimentos orgânicos, Agroecologia, Sustentabilidade.

Resumo

A busca por uma vida mais saudável pressupõe, entre outras condições, o consumo de produtos de boaqualidade. Essa constatação tem levado a uma crescente expansão do consumo de alimentosproduzidos sem o emprego de agrotóxicos. A agricultura orgânica como alternativa à sustentabilidadese caracteriza pela conservação dos agroecossistemas, respeitando os seus ciclos naturais e o equilíbriobiológico. O objetivo desse artigo é apresentar uma discussão inicial acerca do crescimento daprodução orgânica nos territórios sergipanos como estratégia de busca da sustentabilidade. Para tantofoi necessário realizar leituras e fichamentos de livros, teses, dissertações e artigos científicos sobreagroecologia, agricultura orgânica, sustentabilidade e planejamento territorial. Além de efetuarlevantamento de dados secundários sobre a produção orgânica do Estado. Observa-se a ampliação daagricultura orgânica com presença marcante de agricultores familiares atuando enquanto protagonistasdo seu próprio processo de desenvolvimento como alternativa a busca pela sustentabilidade em suasdiversas dimensões. Logo, o reconhecimento das organizações de controle social por parte deconsumidores deve resultar num instrumento de fomento as políticas públicas e ao planejamento edesenvolvimento ambiental e territorial a partir de melhorias na prática da agricultura orgânica emSergipe.
Publicado
2012-11-16
Como Citar
Oliveira dos Santos, C., & Melo e Souza, R. (2012). AGRICULTURA ORGÂNICA EM SERGIPE: ALTERNATIVA À SUSTENTABILIDADE?. REVISTA GEONORTE, 3(6), 449 - 462. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1959