TERRITORIALIDADES NA ORGANIZAÇÃO POLÍTICA DO ASSENTAMENTO 8 DE ABRIL – JARDIM ALEGRE/PR

Autores

  • Cleiton Costa Denez

Palavras-chave:

Territorialidades, Assentamento, Município, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Resumo

O seguinte texto tem como objetivo analisar as territorialidade presentes na organização política do Assentamento 8 de Abril em Jardim Alegre/PR. Para se compreender a organização política do assentamento o estudo se baseou na análise dos processos relacionais internos e externos dos assentados com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem (MST), o Estado e Partidos Políticos. Para tanto a pesquisa se fundamentou principalmente em pesquisa in loco com observações e entrevistas. O assentamento é resultado de uma correlação de forças que produz suas características sociais, que se expressam por meio de sua organização interna, pautada no MST, nas instituições públicas, partidos políticos que atuam ou influenciam o 8 de Abril e o município Jardim Alegre, ou estruturas públicas que influenciam os assentados de forma direta ou indireta.

Biografia do Autor

Cleiton Costa Denez

UEM

Downloads

Publicado

2013-07-10

Como Citar

Costa Denez, C. (2013). TERRITORIALIDADES NA ORGANIZAÇÃO POLÍTICA DO ASSENTAMENTO 8 DE ABRIL – JARDIM ALEGRE/PR. REVISTA GEONORTE, 4(12), 866–883. Recuperado de //periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1209

Artigos Semelhantes

<< < 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.