SERVIÇOS AMBIENTAIS (REDD) NA RDS DO JUMA-AM E A ORDEM AMBIENTAL GLOBAL: ENTRE A RACIONALIDADE AMBIENTAL E O CAPITAL FICTÍCIO.

  • Leny Cristina Barata Souza Cristina Barata Souza
  • Ivani Ferreira de Faria
Palavras-chave: ecocapitalismo, desenvolvimento sustentável, ordem ambiental global REDD, serviços ambientais, RDS Juma, Amazonas.

Resumo

O discurso do desenvolvimento sustentável colonizou a natureza, convertendo-a em capital natural. Essa nova face do capitalismo, ganha força desde a década de 1990, e a partir da Rio 92 tomou proporções sociais, políticas e sobretudo econômica, atualmente denominado de ecocapitalismo. O objetivo desse paper é fomentar uma discussão acerca do uso dos recursos naturais, partindo-se do princípio de que a natureza está sendo mercantilizada, portanto reserva de capital futuro na ótica do ecocapitalismo. Neste sentido enfatiza-se que a agenda dos problemas ambientais a partir de 1990 está centrada no mercado e seus atores, onde o processo de desnaturalização da natureza está ainda mais acentuado, fazendo-se necessário a reflexão em torno de uma racionalidade ambiental que fuja a lógica de um paradigma cartesiano. Concomitante a mercantilização, abordaremos o papel estratégico que os serviços ambientais têm na Amazônia, em particular o mercado de carbono, ou melhor, o projeto de REDD (Redução por Desmatamento e Degradação) que está sendo implementado na RDS do Juma- AM, sendo a mesma pioneira a usar créditos de carbono como Serviço Ambiental, tornando-se assim a primeira Unidade de Conservação do Brasil e das Américas a ser certificada por desmatamento evitado, fato este que insere o Estado do Amazonas numa Ordem Ambiental Global.

Biografia do Autor

Leny Cristina Barata Souza Cristina Barata Souza
UFAM
Publicado
2013-12-01
Como Citar
Souza, L. C. B. S. C. B., & Faria, I. F. de. (2013). SERVIÇOS AMBIENTAIS (REDD) NA RDS DO JUMA-AM E A ORDEM AMBIENTAL GLOBAL: ENTRE A RACIONALIDADE AMBIENTAL E O CAPITAL FICTÍCIO. REVISTA GEONORTE, 4(13), 79 - 109. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1145
Seção
Artigos