EXPERIÊNCIA NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO ENSINO DE QUÍMICA NA ESCOLA PÚBLICA DE COARI-AMAZONAS.

Autores

  • Gleiciane Andrade Farias Universidade Federal do Amazonas - Instituto de Saúde e Biotecnologia (UFAM/ISB)
  • Larissa Maiana Chaves Silva Universidade Federal do Amazonas - Instituto de Saúde e Biotecnologia (UFAM/ISB)
  • Rogélia Vasconcelos Silva Universidade Federal do Amazonas - Instituto de Saúde e Biotecnologia (UFAM/ISB)
  • Klenicy Kazumy de Lima Yamaguchi Universidade Federal do Amazonas - Instituto de Saúde e Biotecnologia (UFAM/ISB)

Palavras-chave:

Estágio supervisionado, Observação, Regência, Prática, Química

Resumo

Introdução: O estágio proporciona ao licenciado uma visão geral do ambiente escolar, sendo o momento em que todo o aprendizado obtido na Universidade é posto em prática. As atividades do Estágio Supervisionado em Ensino são indispensáveis para a formação dos acadêmicos, fazendo-os adquirirem experiência teórica e empírica do dia a dia da escola.  Paralelamente, verifica-se que a química é uma das disciplinas em que os professores encontram algumas dificuldades por não conseguirem contextualizar com o cotidiano dos alunos. Objetivo: O objetivo deste relato é apresentar a experiência vivenciada no Estágio Supervisionado, disciplina de Química, do curso de licenciatura, no ambiente escolar. Metodologia: O Estágio Supervisionado foi realizado na Escola Estadual Maria Almeida do Nascimento, localizada na cidade de Coari-AM. As observações e regências totalizaram a carga horária de 15h de observação e 20h de regência, nos níveis de Ensino Médio do 1º ano ao 3º ano, no turno da noite no período de 02/09/2019 à 16/10/2019. Houve para todas as turmas o planejamento das aulas, elaboração de cronogramas, plano de ensino e planos de aulas. Para que tais regências fossem realizadas, foi necessário auxílio de alguns recursos didáticos, a saber: notebook, Datashow, livros, quadro branco e pincel. Resultado: No pleno exercício das observações e regências, três pontos se destacaram: o corpo docente, o corpo discente e a infraestrutura física da escola. Essa realidade com que os discentes se depararam durante o estágio supervisionado é o que muitas vezes os assustam por se questionarem se estão preparados para de fato seguirem esta carreira. Os professores apesar de toda as limitações que o sistema educacional os impõe de não os dar todo o apoio necessário, ainda assim sempre se esforçam para desenvolver métodos que os ajudem a repassar os conteúdos com eficácia e isso serviu de inspiração para os discentes durante o período de estágio. É no estágio que se inicia a experiência de estar com os alunos, pôr em prática os conhecimentos adquiridos, conhecer a realidade de uma sala de aula, saber que o desafio é muito maior, como de minimizar a exclusão dos educandos em relação à química. Dentro deste pressuposto, procurou-se conviver e observar uma forma de direcionar a prática pedagógica como uma ação sustentada em fundamentos que englobam uma linha filosófica de aprendizagem e sua efetividade. Conclusão: Foi possível desenvolver habilidades de observação, análise e reflexão sobre todos os aspectos de uma escola. A regência possibilitou a organização de ideias, a elaboração de planos de aula e, através das aplicações dos recursos propostos, o aprimoramento dos conhecimentos para o futuro exercício como professor. Os processos envolvidos no estágio desenvolveram habilidades importantes, como a responsabilidade de atuar em sala e a busca por alternativas metodológicas e pedagógicas para ensinar.

Downloads

Publicado

2020-10-26

Como Citar

FARIAS, G. A.; SILVA, L. M. C.; SILVA, R. V.; YAMAGUCHI, K. K. de L. EXPERIÊNCIA NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO ENSINO DE QUÍMICA NA ESCOLA PÚBLICA DE COARI-AMAZONAS. Revista Ensino, Saúde e Biotecnologia da Amazônia, [S. l.], v. 2, n. esp., p. 19, 2020. Disponível em: //periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/6544. Acesso em: 2 fev. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>