Bolo pé-de-moleque como tema para jogos lúdicos no ensino de química

Autores

  • Irleane Eduardo da Silva Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Izabel Amazonas Silva Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Juveneide Azevedo Cruz Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Poliana Marques Lavôr Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Klenicy Kazumy de Lima Yamaguchi Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM

Resumo

O uso de saberes tradicionais é muito importante no ensino de química e pode ser aplicado em uma gama de assuntos, como no bolo pé-de-moleque. Esse é um doce típico da cozinha Amazônica baseada na mandioca. Muitos assuntos de química podem ser inseridos nesse contexto, entre eles o conteúdo relacionado a misturas homogêneas e heterogêneas, processo de separação, titulação ácido-base e fermentação. Esse é um estudo de caso e o objetivo deste trabalho é apresentar uma experiência vivenciada na aplicação de atividades lúdicas relacionando o uso da mandioca e do doce pé-de-moleque no ensino de Química. O público alvo foi os alunos do Ensino Médio do Instituto Federal do Amazonas (IFAM) através de atividades realizadas no Instituto de Saúde e Biotecnologia (ISB-UFAM) pelos acadêmicos do curso de Licenciatura: Ciências: Biologia e Química. O conteúdo selecionado foi misturas. Verifica-se que a mistura homogênea é uma solução que apresenta uma única fase e a mistura heterogênea pode apresentar duas ou mais fases. Devido a isso, foi realizado uma breve exposição teórica sobre a mandioca e os vários processos até chegar a massa pronta, como processo de separação, titulação ácido-base e processos de fermentação.  Houve a apresentação do slide e, após, foi repassado as instruções sobre o jogo lúdico que foi baseado em trilha de caminho em que cada bloco do caminho continha uma numeração e uma pergunta. O grupo que chegasse primeiro ao final da trilha era o grupo vencedor. As perguntas contidas no jogo eram relacionadas ao tema repassando na aula teórica, com definição e onde poderia ser notado os processos. O presente tema abordado foi muito gratificante, tanto para os futuros docentes quanto para os alunos que participaram, pois teve como principal objetivo transmitir aos alunos todo o conhecimento relacionado ao ensino de química através do saber tradicional. Foram obtidos ótimos resultados, pois, conforme as apresentações foram ocorrendo, percebeu-se que os alunos interagiram cada vez mais, tanto na parte lúdica quanto nas apresentações, com perguntas e curiosidades sobre o tema. O projeto lúdico sobre o bolo de pé-de-moleque como ferramenta para o ensino de química tornou-se uma atividade muito prazerosa e gratificante, pois foi notável o interesse dos alunos do IFAM ao tema e acredita-se que foi recíproco os conhecimentos adquiridos a respeito do assunto. Houve um interesse da parte dos acadêmicos do curso de Licenciatura em Ciências: Biologia e Química, pois era o primeiro contato como os alunos do Ensino Médio e verificou-se o interesse desses quanto às aplicações voltadas para os saberes tradicionais e a química. Pode-se concluir que os saberes tradicionais da nossa região são de fundamental importância para facilitar o ensino aprendizagem de química correlacionada aos assuntos de química do cotidiano, vivenciado pelo aluno e que, com certeza, poderá ser associado na vida dos discentes.

Downloads

Publicado

2019-06-27

Como Citar

DA SILVA, I. E.; SILVA, I. A.; CRUZ, J. A.; LAVÔR, P. M.; YAMAGUCHI, K. K. de L. Bolo pé-de-moleque como tema para jogos lúdicos no ensino de química. Revista Ensino, Saúde e Biotecnologia da Amazônia, [S. l.], v. 1, n. especial, p. 1, 2019. Disponível em: //periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/5617. Acesso em: 29 jan. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>