Caracterização química de sapotá-do-solimões (Quararibea cordata)

Autores

  • Keitiane Costa Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Carlos Victor Lamarão Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Manaus, Manaus – AM
  • Klenicy Kazumy de Lima Yamaguchi Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM

Resumo

A sapotá-do-Solimões (Quararibea cordata) é originária da Amazônia Brasileira. A polpa do fruto maduro é comestível, fibrosa e de cor alaranjada, com sabor doce e aromático. Popularmente é conhecida como Sapotá-do-solimões e é muito conhecida e apreciada pelos índios Tikunas do médio e alto Solimões. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a caracterização química das diferentes partes desse fruto: polpa, semente e casca. As amostras foram coletadas no município de Tefé-Amazonas-Brasil no mês de março/2017. Foram realizadas extrações químicas pela técnica de maceração num período de 48h e 72h. Foi realizado análise antioxidante dos extratos de forma qualitativa e prospecção fitoquímica para identificação das classes presentes. A caracterização química foi realizada por cromatografia em camada delgada. O fruto inteiro obteve o peso em média de 514,70 g onde foi analisado o peso percentual das cascas, sementes e polpa. Após, foi feita a obtenção dos extratos. Verificou-se que os extratos hidroalcoólicos apresentaram maiores rendimentos percentuais, sendo 16,48% para as cascas, 9,89% para a polpa e 9,3% para as sementes. Os extratos da semente foram os que apresentaram maior evidência da presença de substâncias fenólicas, acompanhados dos extratos das cascas.  Detectou-se atividade antioxidante em todas as partes, demonstrando o alto potencial desse fruto para aplicação biotecnológica.

Downloads

Publicado

2019-06-04

Como Citar

COSTA, K.; LAMARÃO, C. V.; YAMAGUCHI, K. K. de L. Caracterização química de sapotá-do-solimões (Quararibea cordata). Revista Ensino, Saúde e Biotecnologia da Amazônia, [S. l.], v. 1, n. especial, 2019. Disponível em: //periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/5591. Acesso em: 2 fev. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>