Caracterização fitoquímica de casca e sementes de ingá (Edulis martius) para uso biotecnológico

Autores

  • Luan Arlesson de Almeida Freire Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Ruan Ramos Ramos Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Carlos Victor Lamarão Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Manaus, Manaus – AM
  • Klenicy Kazumy de Lima Yamaguchi Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM

Resumo

O gênero Ingá (Fabaceae mimosoideae) compreende aproximadamente 250 espécies e é utilizado na medicina popular em diversas regiões do Brasil, inclusive por tribos do oeste da Amazônia para tratar diferentes tipos de doenças. O ingá–cipó (Edulis martius) é uma leguminosa arbórea amplamente cultivada pela população local por seu fruto comestível, boa lenha e, mais recentemente, vem sendo usado como componente agroflorestal. Verifica-se, no entanto, que poucos trabalhos descrevem a caracterização química das cascas e sementes desse fruto. Esse é um trabalho científico e teve como objetivo realizar a prospecção fitoquímica dos extratos da casca e semente deste fruto, além de analisar a atividade antioxidante e a caracterização cromatográfica em camada delgada. O processo de extração foi realizado em triplicata e os extratos foram preparados através da extração por maceração na proporção de 1:2. Os solventes utilizados foi conforme sua polaridade com hexano, Clorofórmio, Metanol, etanol e hidroalcoólico por 48 h. Após esse período, os extratos foram levados para a capela até o solvente evaporar e assim termos o extrato final. Na prospecção fitoquímica foi possível a detecção de substâncias fenólicas. A atividade antioxidante foi evidenciada nas placas, onde foi observado o aparecimento de manchas amarelas características do resultado positivo. Por meio desses resultados, observou-se que os extratos das cascas e sementes de ingá apresentaram potencial biotecnológico, estimulando pesquisas futuras para aplicação dessa matéria-prima nas indústrias de alimentos, farmacêuticas e cosméticas.

Downloads

Publicado

2019-06-04

Como Citar

FREIRE, L. A. de A.; RAMOS, R. R.; LAMARÃO, C. V.; YAMAGUCHI, K. K. de L. Caracterização fitoquímica de casca e sementes de ingá (Edulis martius) para uso biotecnológico. Revista Ensino, Saúde e Biotecnologia da Amazônia, [S. l.], v. 1, n. especial, p. 1, 2019. Disponível em: //periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/5590. Acesso em: 2 fev. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>