Caracterização fitoquímica e atividade antioxidante de sementes de açaí (Euterpe oleraceae E E. precatoria) para uso biotecnológico

Autores

  • Maurício Araújo Marinho Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Carlos Victo Lamarão Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Manaus, Manaus – AM
  • Klenicy Kazumy de Lima Yamaguchi Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM

Resumo

O gênero Euterpe possui cerca de 28 espécies localizadas nas Américas Central e do Sul, estando distribuídas por toda bacia Amazônica. As três espécies que ocorrem com maior frequência são E. oleraceae, E. edulis e E. precatoria. No entanto, só duas espécies são exploradas comercialmente: E. precatoria e E. oleracea. Umas das principais diferenças entre os dois açaís, está no hábito de crescimento das plantas e pouco é descrito sobre a composição química e a diferenciação de suas sementes. Esse é um trabalho original e o objetivo foi realizar testes fitoquímicos para a identificação das diferenças e semelhanças nas classes das substâncias encontradas nas sementes dos dois tipos de açaí. Além disso, propôs-se a análise da atividade antioxidante desses materiais comumente considerados resíduos.  Foi realizado a caracterização por meio de técnicas cromatográficas e foi possível analisar a presença de substâncias fenólicas e flavonóidicas, no entanto, em diferentes proporções. Os extratos de ambas as espécies apresentaram atividade antioxidante e presença de substâncias bioativas. Esse trabalho estimula pesquisas futuras para análises mais avançadas dessas sementes muito comercializadas na região Amazônica e que apresentaram resultados potenciais para a continuação de pesquisas futuras para atividades biológicas em célula e análises mais avançadas sobre a quantificação química.

Downloads

Publicado

2019-06-04

Como Citar

MARINHO, M. A.; LAMARÃO, C. V.; YAMAGUCHI, K. K. de L. Caracterização fitoquímica e atividade antioxidante de sementes de açaí (Euterpe oleraceae E E. precatoria) para uso biotecnológico. Revista Ensino, Saúde e Biotecnologia da Amazônia, [S. l.], v. 1, n. especial, 2019. Disponível em: //periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/5589. Acesso em: 1 fev. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>