Programa residência pedagógica e identidade docente

relato de um residente PCD

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29280/rappge.v9i2.13659

Palavras-chave:

Residência Pedagógica, Identidade docente, Residente com deficiência

Resumo

Esse relato objetiva refletir sobre as experiências de um professor em formação vivenciadas no Programa Residência Pedagógica (PRP). Buscamos responder questões como: o aluno com deficiência pode vir a ser um professor? Quais as oportunidades e contribuições do Programa Residência Pedagógica para a formação da identidade docente de um professor com deficiência? Trata-se de uma pesquisa participante, bibliográfica, documental, com uma abordagem qualitativa. Fundamentamo-nos em: Amarilian (2004), Júnior e Sales (2020), Silva e Silva (2021), Vieira et al. (2022), dentre outros. Concluímos que mesmo diante de muitos desafios, o aluno PcD pode vir a ser um professor, porém, encontrará inúmeros impedimentos e uma escola resistente em adaptar-se às suas especificidades. A princípio poderá não se sentir incluído, mas sua presença pode ajudar a quebrar paradigmas e contribuir para o processo de inclusão na escola. O PRP possibilitou a superação de algumas barreiras e reflexões sobre a inclusão na docência.

Biografia do Autor

Elton Rodrigues Vieira, Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central- FECLESC

Graduando em Pedagogia na Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central (FECLESC). Residente do Programa Residência Pedagógica na mesma instituição, Quixadá, Ceará, Brasil. 

Keila Andrade Haiashida, Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central - FECLESC

Pós-doutora em Educação (UFPB), Doutora em Geografia (UECE), Mestra em Educação (UFC), Graduada em Pedagogia (UFC), Graduanda em Psicologia (UNINASSAU). Professora Adjunta da FECLESC/UECE e Professora Permanente do Mestrado Interdisciplinar em História e Letras., Quixadá, Ceará, Brasil.

Referências

AMIRALIAN, Maria Lúcia Toledo Moraes. Sou cego ou enxergo? As questões da baixa visão. Educar, Curitiba, n.23, p. 15-28, 2004. Editora UFPR.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Portaria GAB Nº 82, DE 26 DE ABRIL DE 2022. Dispõe sobre o regulamento do Programa Residência Pedagógica - PRP. Brasília: CAPES, 2022. Disponível em: chrome-extension://efaidnbmnnnibpcajpcglclefindmkaj/https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/documentos/diretoria-de-educacao-basica/28042022_Portaria_1691648_SEI_CAPES___1689649___Portaria_GAB_82.pdf. acesso em: 09 nov. 2023.

BRASIL. Estatuto da Pessoa com Deficiência – 3.ed. - Brasília: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas. Brasília, 2019. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/554329/estatuto_da_pessoa_com_deficiencia_3ed.pdf. Acesso em: 14 jul. 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CP n° 1, de 15 de maio de 2006. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, Licenciatura. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 20 dez. 1996. Seção 1, p. 1. Disponível em https://www.cee.ce.gov.br/wp-content/uploads/sites/49/2021/03/PARECER-No-0188.2021-UECE-FECLESC-PEDAGOGIA-DOE-220-de-27-9-21.pdf. Acesso em: 09 nov. 2023.

DRAGO, Rogério. MANGA, Vanessa Pita Barreira Burgos. Deficiência visual e formação de professores: para uma revisão conceitual. Crítica Educacional, Sorocaba, v.3, n.3, p. 292-310, 2017. Disponível em: https://www.criticaeducativa.ufscar.br/index.php/criticaeducativa/article/view/239/368. Acesso em: 8 jul. 2023.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

LARA, Ângela Mara de Barros. MOLINA, Adão Aparecido. Pesquisa qualitativa: apontamentos, conceitos e tipologias. Metodologias e técnicas de pesquisa: nas áreas de Ciências Humanas/César de Alencar Arnaut de Toledo, Maria Teresa Claro Gonzaga (organizadores), Maringá: Eduem, 2011. 277p.

NÓVOA, António. Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992. ISBN 972-20-1008-5. pp. 13-33.

PIBID UECE OFICIAL. Formação 2 – aspectos legais, históricos e fundamentos da educação inclusiva. YouTube, 6 de março de 2023. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=oJOkOg4HM5c, acesso em: 09 de nov. 2023.

ROCHA, Alessandro Santos da. BERNARDO, Débora Giselli. Pesquisa bibliográfica: entre conceitos e fazeres. Metodologias e técnicas de pesquisa: nas áreas de Ciências Humanas/César de Alencar Arnaut de Toledo, Maria Teresa Claro Gonzaga (organizadores), Maringá: Eduem, 2011. 277p.

ROMA, Adriana de Castro. A trajetória de formação e atuação profissional de professores com deficiência visual. Dissertação (Metrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade de Taubaté, Taubaté, SP, 2020. Disponível em: https://mpe.unitau.br/wp-content/uploads/dissertacoes/2020/Adriana-de-Castro-Roma.pdf. Acesso em: 6 jul. 2023.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Nada sobre nós sem nós: da integração à inclusão. Rev. Nac. Reabil, São Paulo, v. 10, n. 57, p. 8-16, 2007. Disponível em: https://www.sinprodf.org.br/wp-content/uploads/2012/01/nada-sobre-n%C3%93s-sem-n%C3%93s2.pdf. Acesso em: 10 jul. 2023.

SILVA, Linda Carter Sousa da. SILVA, Luzia Guacira dos Santos. Professores(as) com deficiência visual na prática docente: o que revelam as pesquisas? Benjamin Constant, Rio de Janeiro, v.27, n.63, p. 1-17, 2021. Disponível em: http://revista.ibc.gov.br/index.php/BC/article/view/831. Acesso em: 8 jul. 2023.

SOUSA JUNIOR, Milton Carvalho de. SALES, Elielson Ribeiro de. Educando pela diferença: a importância do professor com deficiência em sala. Trivium - Estudos Interdisciplinares, Rio de Janeiro, v.12, n.2 p. 60-73, 2020. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/trivium/v12n2/v12n2a06.pdf. Acesso em: 30 jun. 2023.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ. Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central – FECLESC. Reconhece, sem interrupção, o Curso de Graduação em Pedagogia, grau licenciatura, modalidade presencial, com 3.366h, 198cr, da Universidade Estadual do Ceará, ofertado pela Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central. Parecer normativo, n. 0188, de 04 de agosto de 2021. RELATORA: Guaraciara Barros Leal. Fortaleza, p. 1-33.

VENDRAMIN, Carla. Repensando mitos contemporâneos: o capacitismo. Simpósio Internacional repensando mitos contemporâneos, Porto Alegre, v. 2, n. 2 p. 16-25, 2019. Disponível em: chrome-extension://efaidnbmnnnibpcajpcglclefindmkaj/https://eadeje.tse.jus.br/pluginfile.php/176765/mod_resource/content/1/Capacitismo.pdf. Acesso em: 09 nov. 2023.

VIEIRA, Elton Rodrigues. GOMES, Maria Rosivânia de Oliveira. HAIASHIDA, Keila Andrade. Deficiência e ensino superior: integração ou inclusão na FECLESC. Revista Eletrônica Científica Ensino Interdisciplinar, [S. l.], v. 8, n. 28, 2022. Disponível em: https://periodicos.apps.uern.br/index.php/RECEI/article/view/4366. Acesso em: 10 jul. 2023.

Publicado

04-06-2024

Como Citar

VIEIRA, E. R.; HAIASHIDA, K. A. Programa residência pedagógica e identidade docente: relato de um residente PCD . Revista Amazônida: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Amazonas, [S. l.], v. 9, n. 2, p. 1–15, 2024. DOI: 10.29280/rappge.v9i2.13659. Disponível em: //periodicos.ufam.edu.br/index.php/amazonida/article/view/13659. Acesso em: 19 jul. 2024.