//periodicos.ufam.edu.br/index.php/amazonida/issue/feed Revista Amazônida: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Amazonas [e-ISSN: 2527-0141] 2022-06-10T00:00:00+00:00 Profa. Fabiane Maia Garcia rappge@ufam.edu.br Open Journal Systems <p style="text-align: justify;"><strong>Amazônida</strong>, uma Revista de fluxo contínuo do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Amazonas (<strong><a href="https://ppge.ufam.edu.br/" target="_blank" rel="noopener">PPGE/UFAM</a></strong>), publica trabalhos de educação sob forma de artigos, relato de pesquisa, estudo teórico, resenhas críticas e entrevistas dentro de uma ação integradora dos conhecimentos produzidos no contexto da Amazônia internacional, no Brasil e no mundo.</p> //periodicos.ufam.edu.br/index.php/amazonida/article/view/10607 A infraestrutura como fator associado ao desempenho dos alunos no ensino fundamental 2022-05-07T19:22:14+00:00 Flávia Fernanda Santos Silva flaviafernandasilva@yahoo.com.br <p>Em meados de 1970, estudos em estabelecimentos de ensino de países desenvolvidos, a exemplo dos Estados Unidos, França e Inglaterra, destacaram que, embora a origem social fosse importante para os resultados escolares dos alunos, fatores intraescolares poderiam ter efeito em seu desempenho escolar e não deveriam ser negligenciados. No Brasil, pesquisas realizadas a partir da década de 1990 corroboram essas conclusões. Este artigo apresenta resultados de uma investigação acerca da rede municipal de São Luís – Maranhão, apresentando a infraestrutura escolar como um fator interno que pode influenciar no desempenho dos alunos. As escolas pesquisadas foram selecionadas por meio de modelos estatísticos aplicados aos dados da Prova Brasil, que permitiram o controle do nível socioeconômico dos alunos a fim de identificar escolas que tiveram resultado positivo ou negativo em relação à estimativa média das escolas do país. Foram realizados estudos comparativos com uso de dados secundários e entrevistas com professores que ministram as disciplinas e séries avaliadas pela Prova Brasil. Os resultados mostraram que as escolas apresentam falhas de infraestrutura, especialmente em relação às salas de aulas, recursos, materiais e equipamentos, sendo nas escolas anexos em que essa situação se apresenta de forma mais grave, constituindo-se assim em um dos obstáculos para a aprendizagem dos alunos.</p> 2022-06-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 //periodicos.ufam.edu.br/index.php/amazonida/article/view/10213 Acesso à Internet nas escolas públicas em tempos de pandemia: 2021-12-23T14:08:21+00:00 Raphael Demóstenes Cardozo raphaeldemostenes@gmail.com <p>Este artigo objetiva contribuir com o debate acerca da desigualdade da oferta nas escolas públicas. Com o ponto de partida nos teóricos Crahay (2000), Dubet (2008) e Lucas (2001), é possível identificar que a desigualdade no interior da escola pode violar o direito à educação pela falta de acesso e pela falta de oferta de uma educação de qualidade, direito de todos, sobretudo em um contexto de pandemia, em que os sistemas de ensino se obrigaram a ter atividades online. De forma empírica, com referência nos dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), é proposta uma forma de mensurar a desigualdade entre escolas que ofertam os anos iniciais do ensino fundamental que possuem algum tipo de acesso à internet e aquelas escolas que não possuem nenhum tipo de acesso à internet. Nos 5.570 municípios da federação, há 31.855 escolas que não possuem acesso à internet e 39.789 escolas que possuem internet banda larga. Evidencia-se a dificuldade do Estado brasileiro em democratizar o acesso à internet nas escolas, bem como a desigualdade das escolas no momento de pandemia, quando o recurso de acesso à internet nas escolas apresenta-se como um dos itens elementares de qualquer escola.</p> 2022-10-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 //periodicos.ufam.edu.br/index.php/amazonida/article/view/10633 Amazônia brasileira: educação e contexto 2022-05-14T13:29:05+00:00 Eli Conceição de Vasconcelos Tapajós Sousa elitapajos@hotmail.com Anselmo Alencar Colares anselmocolares@gmail.com <p>O texto proposto tem por objetivo apresentar um panorama da região amazônica e suas várias realidades, o contexto socioeconômico e educacional e como isso reflete no desenvolvimento da região, bem como debates acerca das políticas da Educação na e da Amazônia, a organização dos processos educativos e seus desafios. Destacam-se aspectos históricos sobre o surgimento das instituições escolares em Santarém/PA, um dos municípios que compõem a Amazônia brasileira e como esse fato influenciou no contexto histórico e no desenvolvimento da região. Tem o materialismo histórico-dialético como método de interpretação da realidade, visto que aponta caminhos para a compreensão dos fatos que ocorrem na prática social. Conclui-se que o progresso social só acontecerá, de fato, quando os interesses do capital, que dominam as políticas existentes na região, estiverem voltados para atender as populações que habitam e dependem dele para a sua sobrevivência.</p> <p> </p> 2022-08-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 //periodicos.ufam.edu.br/index.php/amazonida/article/view/10451 Ações educacionais na pandemia (covid-19) no sistema estadual de ensino-Pará 2022-04-02T14:55:58+00:00 Tânia Castro Gomes tcastrogomes45@gmail.com Maria Lília Imbiriba Sousa Colares maria.colares@ufopa.edu.br <p>No presente artigo, objetiva-se descrever e compreender as ações de ensino no Estado do Pará no contexto da pandemia de Covid-19. Atemo-nos às consequências que permeiam esse processo, às implicações que influenciaram a reorganização das práticas pedagógicas e à adequação ao novo formato educativo. A pesquisa foi desenvolvida considerando os documentos de aporte legal e bibliográfico, os quais respaldam as ações no contexto pandêmico com dados documentais coletados durante o período de março a dezembro de 2020. Foi realizado o levantamento centrado nas produções veiculadas nos sites da Imprensa Oficial do Estado do Pará (IOEPA), no CEE/PA e na SEDUC. Por meio deles, foi efetivada a tabulação de toda a produção da legislação disseminada durante o ano de 2020. Além deste, no que se refere à pesquisa bibliográfica, contamos com as contribuições de Resende (2021), Saviani (2020) e Soares, L. de V., Colares, M.L.I.S., &amp; Colares, A.A. (2021). As discussões apontam que a pandemia trouxe, de forma mais contundente, questões que já se faziam presentes tanto na área da saúde, por causa da crise sanitária, como na socioeconômica, tecnológica e, principalmente, na conjuntura educacional.</p> 2022-10-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022