O Engenho Bom Fim e o Lugar Social da Mulher Negra no Pós-Abolição (AREIA-PB, 1890-1920)

  • Geilza da Silva Santos UFRPE

Resumo

Resumo: O presente artigo tem por finalidade central abordar sobre o lugar social das mulheres negras no munícipio de Areia - PB no pós-abolição, precisamente no local em que viria se constituir a Comunidade Negra do Bonfim. Apesar da posse oficial das terras pelos quilombolas ter ocorrido apenas em 2011, já estão naquela região a mais de cem anos, pois seria no período entre 1913-1920 que os primeiros moradores chegam à propriedade Engenho Bonfim. Dessa forma, em busca de respostas á problemática a que nos propomos, utilizaremos os censos no munícipio de Areia de 1872 á 1920 que juntamente com uma historiografia local, o relatório antropológico da Comunidade (2007), e os relatos orais de algumas moradoras dessa localidade nos nortearão sobre a vida das mulheres negras nesse munícipio no pós - abolição.

Palavras-Chave: Invisibilidade; Mulheres negras; Pós-abolição.

Publicado
2020-05-08
Como Citar
Santos, G. da S. (2020). O Engenho Bom Fim e o Lugar Social da Mulher Negra no Pós-Abolição (AREIA-PB, 1890-1920). Canoa Do Tempo, 11(2), 122-144. https://doi.org/10.38047/rct.v11i2.6640