INTERVENÇÕES EM CORPOS HÍDRICOS E ALTERAÇÕES NO MEIO GEOGRÁFICO: O DESASSOREAMENTO DO CANAL DO PIATÓ – ASSÚ, RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL.

Changes in the geographical environment and interventions in water bodies: The silting of the Piató channel - Assú, Rio Grande do Norte, Brasil.

  • Joshuá Davinci Nunes Rocha Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Rafael Pereira da Silva Universidade Aberta do Brasil – Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: Meio Geográfico, Desassoreamento, Canal do Piató/RN.

Resumo

O desassoreamento é uma medida periódica que visa manter a profundidade e o curso do corpo hídrico constante, pois em períodos de baixa pluviosidade o rio pode sofrer por meios antrópicos ou naturais transformações que o torne menos profundo. A deposição de sedimentos ou objetos como lixo em seu leito, contribui para que em momentos de chuvas mais intensas a água que passa pelo canal ultrapasse os limites pré-estabelecidos pelas suas margens. Sendo assim, o presente trabalho busca compreender os impactos  socioambientais causados pelo processo de desassoreamento no canal do Piató. O referido canal está sendo debatido na Câmara Municipal de Assú, sendo que o mesmo já passou por outras intervenções de desassoreamentos, segundo relato de moradores locais, porém  sem sucesso. Fato ocorrido entre as décadas de 40 e 50, pelo então prefeito Edgar Borges Montenegro, nos anos entre 1948 a 1953. Tendo em vista problemas que por ventura podem ser acarretados a partir da realização do desassoreamento do canal, buscaremos compreender os impactos socioambientais decorrentes da recuperação do Canal do Piató. A equipe técnica da SEMARH (Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Rio Grande do Norte), está realizando os estudos topográficos e ambientais in loco para posteriormente, iniciar a reconstrução do sangradouro do Canal do Piató. A SEMARH demonstra preocupação quanto a real possibilidade sobre o abastecimento da Lagoa do Piató pelas águas do canal em períodos chuvosos, ou não, e também qual o melhor local para o início dos trabalhos de desassoreamento dentro do canal do Piató.

Biografia do Autor

Joshuá Davinci Nunes Rocha, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

PPGEO/UERN - Bolsista CAPES

joshuadavinci@hotmail.com

Rafael Pereira da Silva, Universidade Aberta do Brasil – Universidade Federal de Pernambuco

Universidade Aberta do Brasil – Universidade Federal de Pernambuco

 

Referências

BAPTISTA, Marcio Benedito. Fundamentos de Engenharia Hidráulica. In: BAPTISTA, Marcio Benedito; COELHO, Márcia Maria Lara Pinto. 3 ed. rev. e ampl. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.p 25-32.
COMTE, Auguste. Cours de Philosophie Positive. Paris: Bachelier, 1839.(Traduzido por Carlos Francisco Gerencsez Geraldino)
CUNHA, Sandra Baptista. Geomorfologia fluvial. In: GUERRA, Antonio José Teixeira; CUNHA, Sandra Baptista. Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. 6° ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. 472 p.
CUNHA, Sandra Baptista. Impactos das obras de engenharia na dinâmica do canal e planície de inundação do rio São João-RJ-Brasil. V Simpósio Luso-Brasileiro de Hidráulica e Recursos Hídricos- IX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, 4: 110-121, Rio de Janeiro, 1991.
COELHO, Maria Celia Nunes. Impactos ambientais em áreas urbanas – Teorias, Conceitos e Métodos de Pesquisa. In: GUERRA, A.J.T.; CUNHA, S.B.C. (Org.). Impactos ambientais urbanos no Brasil. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 2009. 416p.
CHRISTOFOLETTI, Antônio. Geomorfologia. São Paulo, Edgard Blüche, 2º ed., 1980.
DE MARTONNE, Emmanuel. Geografia e História (Prefácio). In: VIDAL DE LA BLACHE, P. Princípios de geografia humana. Trad. Fernando Martins, Lisboa: Cosmos, 1946.
EGLER, Cláudio Antônio Gonçalves. Risco ambiental como critério de gestão do território: uma aplicação à zona costeira brasileira. Território 1. Rio de Janeiro: LEGET/UFRJ. v. 1. Ano 1. p. 31-41, 1996.
EMPARN. Análise precipitação acumulada por mês (Quantis) - Ano 2019 . Disponível em:http://189.124.130.5:8181/monitoramento/2019/graficos/qmes205.htm. acesso em:02/09/2019.
FEBVRE, Lucien. A Terra e a evolução humana. Lisboa: Cosmos, 1954. (Traduzido por Jorge de Macedo).
GILBERT, Grove Karl. Report on the geology of the Henry Mountains. Washington: Government Printing Office, 1877. ( Traduzido por Marisa Matos Fierz).
HACK, John Tilton; GOODLETT, John Campbell. Geomorphology and forest ecology of a mountain region in the Central Appalachians. U.S Geol. Surv. Prof. Paper. 347.66p.1960. (Traduzido por Josilda Rodrigues da Silva Moura e Telma Mendes da Silva).
HOLZER, Werther. Uma discussão fenomenológica sobre os conceitos de paisagem e lugar, território e meio ambiente. Território, ano II, nº3, 1997.
LA BLACHE, Vidal de. As condições geográficas dos fatos sociais. GEOgraphia, Niterói, ano 9, n° 18, 2007. (Traduzido por Guilherme Ribeiro).
MACIEL, Ana Beatriz Câmara; LIMA, Zuleide Maria Carvalho. O conceito de paisagem: diversidade de olhares. Sociedade e Território, Natal, v. 23, nº 2, p. 159 - 177, jul./dez. 2011.
MARCELINO, Luciana. Transporte de sedimentos em suspensão nos rios catarinenses. Centro Tecnológico/Universidade Federal de Santa Catarina, p. 71, 2009.
MOURA, Josilda Rodrigues da Silva; SILVA, Telma Mendes da. Complexo de rampas de Colúvio. In: CUNHA, Sandra Baptista da; GUERRA, Antonio José Teixeira (Org.). Geomorfologia do Brasil. 3º ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.
RAMALHO, Maria Francisca de Jesus Lírio. A fragilidade ambiental do Nordeste brasileiro: o clima semiárido e as imprevisões das grandes estiagens Sociedade e Território, Natal, v. 25, nº 2, EDIÇÃO ESPECIAL, p. 104-115, jul./dez. 2013.
Rio Grande do Norte. Decreto-lei nº 13.283/97, de 25 de março de 1997. Lex: Regulamenta outorga de direito de uso de água e licenciamento de obra hídrica: edição estadual, Natal, 1997. Suplemento.
SOUZA, Jonas Otaviano Praça de. Dos sistemas ambientais ao sistema fluvial – uma revisão de conceitos. Caminhos de Geografia. Uberlândia, v. 14, n. 46 Set/2013 p. 224–233.
SPARKS, Bruce Wilfred. Geomorphology. Logman, New York, 1986. ( Traduzido por Josilda Rodrigues da Silva Moura e Telma Mendes da Silva).
TRICART, Jean. A Geomorfologia nos estudos integrados de ordenação do meio natural. Boletim Geográfico, Rio de Janeiro, 34 (251). 1976. p.15-42.
Publicado
2021-07-09
Como Citar
Rocha, J. D. N., & Silva, R. P. da. (2021). INTERVENÇÕES EM CORPOS HÍDRICOS E ALTERAÇÕES NO MEIO GEOGRÁFICO: O DESASSOREAMENTO DO CANAL DO PIATÓ – ASSÚ, RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL.: Changes in the geographical environment and interventions in water bodies: The silting of the Piató channel - Assú, Rio Grande do Norte, Brasil. REVISTA GEONORTE, 12(39), 253-276. https://doi.org/10.21170/geonorte.2021.V.12.N.39.253.276
Seção
Artigos