A PRODUÇÃO DE UVA ORGÂNICA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL: AS EXPERIÊNCIAS DOS VITICULTORES DE COTIPORÃ, RS/ The Production of Organic Grape in the State of the Rio Grande do Sul: the experiences of the Cotiporã, RS grape growers

  • Vinício Luís Pierozan Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Resumo

A produção de uva orgânica é pouco representativa frente o cultivo convencional em todo o mundo. A Itália com seus 60.000 (ha) de vinhedos orgânicos, que equivalem a aproximadamente 5,8% de toda a área cultivada com parreiras do país se constitui no maior produtor mundial de uva orgânica. No Brasil, o estado do Rio Grande Sul, responsável pela produção de 85% da uva e 90% do vinho nacional, tem sua produção concentrada na Serra Gaúcha, a produção de uva orgânica, por sua vez, é de aproximadamente 2% apenas. Porém, no município de Cotiporã, localizado na região serrana, vários agricultores familiares estão realizando o processo de conversão dos parreirais do sistema convencional para o orgânico. Assim, o objetivo deste artigo é analisar quais são as motivações que estão estimulando os agricultores a mudarem da produção de uva convencional para a produção de uva orgânica. O estudo foi baseado em pesquisa bibliográfica, trabalho de campo, aplicação de entrevistas semiestruturadas e coleta de dados em diferentes instituições. Concluiu-se que a produção de uva orgânica está se expandindo no município e os agricultores familiares que estão migrando para o cultivo orgânico buscam neste sistema de produção uma melhor valorização do seu trabalho e da fruta por eles produzida, que por consequência, traz maior rentabilidade e estabilidade financeira para o agricultor.

Palavras-chave: viticultura orgânica; agricultura familiar; Cotiporã-RS.

Referências

ABREU, L. S. et al. Relações entre agricultura orgânica e agroecologia: desafios atuais em torno dos princípios da agroecologia. Revista Desenvolvimento e Meio Ambiente, Curitiba, v. 26, p.143-160, jul./dez., 2012.

AB’SÁBER, A. Os Domínios de Natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Editora Ateliê Editorial, 2003.

BOMBARDI, L. M. Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia. São Paulo: FFLCH – USP, 2017. 296p.

BRASIL. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA Clima Temperado). Projeto Quintais Orgânicos de Frutas. Pelotas: EMBRAPA Clima Temperado, 2016. Disponível em: . Acesso em: 26 de dezembro de 2018.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Atlas das Representações Literárias de Regiões Brasileiras. Volume 1. Rio de Janeiro: Fundação IBGE, 2006. Disponível em: . Acesso em: 07 de fevereiro de 2019.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Cotiporã-RS Mapa Municipal Estatístico. Rio de Janeiro: Fundação IBGE, 2011. Disponível em: . Acesso em: 28 de dezembro de 2018.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). IBGE Cidades – Cotiporã (RS). Rio de Janeiro: Fundação IBGE, 2010. Disponível em: . Acesso em: 07 de fevereiro de 2019.

CAETANO, M. Vinho natureba pede passagem. Dinheiro Rural, São Paulo, v. l, 2017. Disponível em: . Acesso em: 18 de dezembro de 2018.

CAMARGO, U. A.; TONIETTO, J.; HOFFMANN, A. Progressos na Viticultura Brasileira. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. especial, p. 144-149, 2011.

CELENTANO, M. O Mundo dos Vinhos Orgânicos. Disponível em: . Acesso em: 18 de dezembro de 2018.

CONTERATO, M. A.; FILIPI, E. E. Teorias do Desenvolvimento. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

CONSELHO BRASILEIRO DA PRODUÇÃO ORGÂNICA E SUSTENTÁVEL (ORGANIS). Consumo de Produtos orgânicos no Brasil: primeira pesquisa nacional sobre o consumo de orgânicos. Curitiba: Organis/Market Analysis, 2017. Disponível em: . Acesso em: 2 de janeiro de 2019.

DE-POLLI, H. et al. A pesquisa em agricultura orgânica frente às demandas da sociedade. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO SOBRE AGROPECUÁRIA ECOLÓGICA E SAÚDE HUMANA, I., 2000, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Universidade Federal Fluminense (UFF), 2000. 3p.

EDUARDO, M. F.; FINATTO, R. A. A territorialização da agroecologia no Paraná. In: ENCONTRO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, ENGA, XXIV., 2018, Dourados, de 06 a 10 de nov., 2018. Anais eletrônicos... Dourados: UFGD, 2018. p.2500-2519. Disponível em: . Acesso em: 16 de fevereiro de 2019.

FEDERAÇÃO DAS COOPERATIVAS VINÍCOLAS DO RIO GRANDE DO SUL (FECOVINHO). Viticultura Biodinâmica na Serra Gaúcha: projeto Piloto. Bento Gonçalves: FECOVINHO/IBRAVIN, 2016.

FREITAS, B. M. C.; BOMBARDI, L. M. A política nacional de irrigação e o uso de agrotóxicos no Brasil: contaminação e intoxicações no Ceará. Revista GEOgraphia, Niterói, v. 20, n. 43, p. 86-100, mai./ago., 2018.

GARRIDO, L. da. R.; JUNIOR, W. S. Apresentação. In: NACHTIGAL, J. C. et al. Recomendações para produção de uvas de mesa em cultivo protegido na Região da Serra Gaúcha. Documentos, n.70. Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2010

GIOVANNINI, E. Uva Agroecológica. Porto Alegre: Editora Renascença, 2001.

INSTITUTO BRASILEIRO DO VINHO (IBRAVIN). Safra de uva 2017 é recorde no Rio Grande do Sul. Disponível em: . Acesso em: 08 de fevereiro de 2019.

LUIZZI, D.; FERREIRA, J. D.; SCHNEIDER, M. B. O Comércio Internacional de produtos Orgânicos: atuação do Brasil e de países atuantes no setor. Caderno de Administração, Maringá, v. 24, n. 2, p. 72-88, 2016.

MACHADO L. C. P.; MACHADO FILHO, L. C. P. A Dialética da Agroecologia: contribuição para um mundo com alimentos sem veneno. São Paulo: Editora Expressão Popular, 2014. 360p.

MANFIO, V.; PIEROZAN, V. L.; MEDEIROS, R. M. V. A produção de uva orgânica no estado do Rio Grande do Sul: as experiências dos agricultores familiares de Cotiporã e Dom Pedrito. Para Onde!?, Porto Alegre, v. 11, n. 1, p. 36-44, 2019.

MARX, K. O Capital. Livro 1. São Paulo: Editora Abril Cultural, 1982.

MATTE, A.; WAQUIL, P. D.; NESKE, M. Z. Dinâmicas socioeconômicas e produtivas das microrregiões Campanha Meridional e Serra do Sudeste - RS. In: ENCONTRO DE ECONOMIA GAÚCHA, VII., 2014, Porto Alegre, 15 e 16 de mai., 2014. Anais Eletrônicos... Porto Alegre: FEE, 2014. Disponível em: . Acesso em: 22 de julho de 2019.

MEDEIROS, R. M. V.; LINDNER, M. A Territorialização de Assentamentos e Reassentamentos no Rio Grande do Sul: os espaços de vida no contexto da luta pela terra. Revista FSA (Faculdade Santo Agostinho), Teresina, v. 11, n. 2, p. 261-273, abr./jun., 2014.

MEIRELES, L. R.; RUPP, L. C. D. Agricultura Ecológica: princípios básicos. Ipê: Publicação interna do Centro Ecológico de Ipê (Núcleo Serra), 2014. Disponível em: . Acesso em: 27 de dezembro de 2018.

MELLO, L. M. R. de. et al. Dados cadastrais da viticultura do Rio Grande do Sul: 2013 a 2015. In: MELLO, L. M. R. de. et al. Cadastro Vitícola do Rio Grande do Sul - 2013 a 2015. Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2017. Disponível em: . Acesso em: 30 de dezembro de 2018a.

MELLO, L. M. R. de. et al. Cadastro Vitícola do Rio Grande do Sul - 2013 a 2015. Dados Cadastrais do Município de Cotiporã. Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2017. Disponível em: . Acesso em: 25 de dezembro de 2018b.

MELO, G. W. B.; BOTTON, M.; GARRIDO, L. R. Produção orgânica de uva para mesa. Documentos, n.92. Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2015.

PADOVAN, M. P. Agricultura Familiar é Responsável por 70% dos Alimentos que Chegam à Nossa Mesa. Disponível em: . Acesso em: 08 de fevereiro de 2019.

PELAEZ, V. Monitoramento do Mercado do Agrotóxicos. Disponível em: . Acesso em: 27 de dezembro de 2018.

PIEROZAN, V. L.; MANFIO, V. A Viticultura orgânica no Rio Grande do Sul: o caso da transformação de espaço agrário de Cotiporã e Dom Pedrito. In: ENCONTRO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, ENGA, XXIII., 2016, São Cristóvão, de 09 a 13 de nov., 2016. Anais... São Cristóvão: UFSE, 2016. CD-ROM.

PIEROZAN, V. L.; MANFIO, V.; MEDEIROS, R. M. V. Vitivinicultura orgânica no Rio Grande do Sul: a expansão da produção sustentável de uva, vinho e suco em Cotiporã e Dom Pedrito. In: ENCONTRO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, ENGA, XXIV., 2018, Dourados, de 06 a 10 de nov., 2018. Anais eletrônicos... Dourados: UFGD, 2018. p. 2618-2631. Disponível em: . Acesso em: 27 de dezembro de 2018.

QUEIROZ, M. A. C. de. A difusão da agricultura orgânica de base agroecológica: uma discussão sobre as experiências de Río Cuarto (Argentina) e Seropédica (Brasil). Tese (Doutorado em Ciência, Tecnologia e Inovação em Agropecuária). Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Seropédica, Rio de Janeiro, 2014. 141f.

TAVARES DOS SANTOS, J. V. Colonos do Vinho: estudo sobre a subordinação do trabalho camponês ao capital. São Paulo: Editora Hucitec, 1978.

TOLEDO, V.; BARRERA-BASSOLS, N. A memória biocultural: a importância ecológica das sabedorias tradicionais. Tradução de Rosa L. Peralta. São Paulo: Editora Expressão Popular, 2015. 272p.

VILELA, G. F. et al. Agricultura orgânica no Brasil: um estudo sobre o Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos. Documentos, n.127. Campinas: Embrapa Territorial, 2019. 20p.
Publicado
2019-12-09
Como Citar
Pierozan, V. L. (2019). A PRODUÇÃO DE UVA ORGÂNICA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL: AS EXPERIÊNCIAS DOS VITICULTORES DE COTIPORÃ, RS/ The Production of Organic Grape in the State of the Rio Grande do Sul: the experiences of the Cotiporã, RS grape growers. REVISTA GEONORTE, 10(36), 17-35. https://doi.org/10.21170/geonorte.2019.V.10.N.34.A17.35
Seção
Artigos