MUDANÇAS MICROCLIMÁTICAS EM PORTO NACIONAL (TO) E SUAS RELAÇÕES COM O RESERVATÓRIO DA UHE LUIS EDUARDO MAGALHÃES: UM ESTUDO PERCEPTIVO COM ALUNOS DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO

  • Lucas Barbosa e Souza
  • Willian Pereira Gomes

Resumo

A opção pelo uso da energia hidrelétrica no Brasil tem levado à construção de muitas usinas com essafinalidade. Tais usinas demandam a formação de grandes reservatórios de água, via represamento dosrios. Discussões na literatura sobre o papel desses reservatórios nas mudanças microclimáticas e emescala local normalmente apontam impactos mínimos. Porém, a população vizinha a essesempreendimentos hidrelétricos percebe as alterações ambientais em suas localidades e, em muitoscasos, tende a vincular possíveis mudanças microclimáticas à presença desses reservatórios. Opresente trabalho visa conhecer a percepção dos estudantes de 3º ano do Centro de Ensino Médio FélixCamoa sobre as influências do reservatório da UHE Luis Eduardo Magalhães nas possíveis mudançasmicroclimáticas na cidade de Porto Nacional, Estado do Tocantins. Para tanto, foi construído umquestionário abordando aspectos perceptivos sobre o clima local, antes e depois da instalação da UHE,além de conceitos em Climatologia, capazes de interferir na percepção dos estudantes sobre o tema.Os resultados apontam que tal percepção está principalmente baseada no senso comum e queimportante contribuição pode ser oferecida pelo ensino de Climatologia, no sentido de melhorar essequadro.
Publicado
2012-10-06
Como Citar
Barbosa e Souza, L., & Pereira Gomes, W. (2012). MUDANÇAS MICROCLIMÁTICAS EM PORTO NACIONAL (TO) E SUAS RELAÇÕES COM O RESERVATÓRIO DA UHE LUIS EDUARDO MAGALHÃES: UM ESTUDO PERCEPTIVO COM ALUNOS DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO. REVISTA GEONORTE, 3(8), 162 - 174. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2272