MUDANÇAS MORFOLÓGICAS NA LINHA DE COSTA DAS PRAIAS DE ALMOFALA E DA BARREIRA EM MÉDIO PERÍODO (1958-2004) UTILIZANDO TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO

Autores

  • Ponciana Freire de Aguiar
  • Maâmar El-Robrini
  • George Satander Sá Freire
  • Rodrigo Guimarães de Carvalho

Palavras-chave:

morfologia, linha de costa, médio período, sensoriamento remoto

Resumo

A linha de costa nas praias de Almofala e da Barreira (Itarema, Ceará, Brasil) sofreu mudanças da posição geográfica, ao longo de um período de 46 anos (médio - 1958-2004). Esta área inclui as praias de Almofala e da Barreira, é influenciada por altas temperaturas, pluviometria média de 1200mm, com planalto costeiro abaixo de planície aluvial, planície estuarina, e planície arenosa com cordões arenosos de dunas, praias atuais e terraços arenosos. A metodologia consistiu na: (1) aquisição de fotografias aéreas multitemporais (nas escalas de 1:32.500 e 1:25.000) e imagens de satélites ortorretificadas de alta resolução espectral e espacial (Quickbird); (2) georeferenciamento de fotografias aéreas, através de pontos de controle extraídos das imagens Quickbird; (3) a interpretação visual das imagens do satélite Quickbird (2004) integrada a das fotografias aéreas (1958 e 1988); (4) na geração dos mapas de progradação e retrogradação na escala 1:50.000. Os resultados mostram uma maior intensidade de processos de erosão da linha de costa: (1) com retrogradação de -958255,05 m²/46 anos (1958/2004) (54,3%); e (2) progradação de 805299,48m² (45,7%).

Downloads

Publicado

2012-11-12

Como Citar

Freire de Aguiar, P., El-Robrini, M., Satander Sá Freire, G., & Guimarães de Carvalho, R. (2012). MUDANÇAS MORFOLÓGICAS NA LINHA DE COSTA DAS PRAIAS DE ALMOFALA E DA BARREIRA EM MÉDIO PERÍODO (1958-2004) UTILIZANDO TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO. REVISTA GEONORTE, 3(5), 1612 –. Recuperado de //periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2240