ESTUDO DOS COMPARTIMENTOS GEOMORFOLÓGICOS NA SERRA DO TEPEQUÉM – RR, ATRAVÉS DE FOTOINTERPRETAÇÃO EM IMAGENS DE SENSORES REMOTOS E PRODUTOS INTEGRADOS VIA IHS

Autores

  • Franzmiller Almeida Nascimento
  • Stélio Soares Tavares Júnior
  • Luíza Câmara Beserra Neta

Palavras-chave:

mapeamento geomorfológico, integração IHS, serra do Tepequém

Resumo

As Geotecnologias surgem nos dias atuais como uma das principais ferramentas no estudo e análise defenômenos ambientais. O avanço tecnológico vem se concretizando como uma influência positiva napesquisa geográfica e está relacionado ao advento das geotecnologias, com especial destaque para osSistemas de Informação Geográfica (SIGs) e os avanços na área do Sensoriamento Remoto, como naconstrução de produtos integrados. A Geomorfologia que é a ciência que estuda as formas de relevo,através de sua gênese, composição (materiais) e os processos atuantes no desenvolvimento do relevo eda paisagem atual, utiliza as Geotecnologias como uma grande ferramenta para este estudo maisdetalhado. Neste contexto, o Estado de Roraima é marcado por uma diversificação de paisagens queconstroem um panorama singular na Região Amazônica brasileira. Neste cenário se destaca apaisagem localizada na porção norte do estado, constituída por unidades de relevo que podem atingircerca de 2.800 metros de altitude. Dentre estas elevações destacam-se os relevos tabulares, commorfologias de grandes mesas com topo plano, conhecidos regionalmente por tepuis. Portanto, estapesquisa tem como finalidade o estudo dos compartimentos geomorfológicos ocorrentes no topo daSerra do Tepequém através de técnicas fotointerpretativas em imagens de sensores remotos e produtosintegrados IHS, a fim de melhor caracterizar as feições geomorfológicas, que formam a paisagemdesta serra. Os procedimentos aplicados seguiram metodologias desenvolvidas a partir de analisesmono e estereoscópica para o reconhecimento de elementos naturais da paisagem (drenagem e relevo),através da caracterização das propriedades texturais, as diversas formas de arranjos dos elementostexturais obtidas e integradas via técnicas de processamento de imagens digitais geraram produtoscomo os mapas morfoestruturais e de formas de relevo combinados com o produto integrado via IHSpara a visualização das estruturas locais, confirmando a ocorrência de variadas formas de relevo,fortemente condicionadas ao arranjo estrutural no topo da serra do Tepequém. Entre estas destacamse:a) escarpas erosivas; b) encosta; c) morros residuais alinhados, orientados nas direções NE-SW eE-W e d) planícies intermontanas. As ocorrências dessas diversas formas de relevo proporcionam umdesnível altimétrico de até 500 metros, que descaracterizam a qualidade de relevo tabular para a serrado Tepequém.

Downloads

Publicado

2012-11-12

Como Citar

Almeida Nascimento, F., Tavares Júnior, S. S., & Beserra Neta, L. C. (2012). ESTUDO DOS COMPARTIMENTOS GEOMORFOLÓGICOS NA SERRA DO TEPEQUÉM – RR, ATRAVÉS DE FOTOINTERPRETAÇÃO EM IMAGENS DE SENSORES REMOTOS E PRODUTOS INTEGRADOS VIA IHS. REVISTA GEONORTE, 3(5), 1464 –. Recuperado de //periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2206

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)