EPISÓDIOS DE FRIO EXTREMO EM PORTUGAL CONTINENTAL: ANÁLISE COMPARATIVA DE EPISÓDIOS DE FRIO SECO E DE FRIO COM NEVE A COTAS BAIXAS

Autores

  • Filipe Botelho
  • Nuno Ganho

Palavras-chave:

paroxismos térmicos, frio extremo, neve, Portugal Continental

Resumo

Os episódios de frio extremo em Portugal Continental ocorrem com reduzida frequência e são,normalmente, de curta duração e de fraca intensidade, quando em comparação com o que se verificanoutras regiões da Europa à mesma latitude.Para demonstrar que este tipo de paroxismo é característico do regime térmico de PortugalContinental, evidencia-se a sua frequência de ocorrência no período de 1980-2010 para as estaçõesmeteorológicas de Bragança, Porto, Penhas Douradas, Coimbra, Lisboa, Beja e Faro, salientando destemodo, também, os contrastes espaciais na intensidade do frio.No entanto, se os episódios de frio seco ocorrem várias vezes ao longo de uma década, osepisódios de frio com neve a cotas baixas são extremamente raros, possuindo por isso um período deretorno bastante longo. Desta forma, neste trabalho far-se-á a análise comparativa de dois episódios defrio extremo, um seco e outro com neve a cotas baixas, nomeadamente o que ocorreu entre 7 e 16 dejaneiro de 1985, período durante o qual se registaram as temperaturas mínimas mais baixas da sérieem estudo nas estações do Porto, Beja e Faro, e o que ocorreu no dia 29 de janeiro de 2009, quandonevou a cotas muito baixas em todo o centro e sul de Portugal. Estes paroxismos térmicos sãoanalisados, como exemplo de outros episódios de frio, recorrentes, quanto à sua intensidade, contrastesespaciais e causalidade sinóptica.

Downloads

Publicado

2012-11-12

Como Citar

Botelho, F., & Ganho, N. (2012). EPISÓDIOS DE FRIO EXTREMO EM PORTUGAL CONTINENTAL: ANÁLISE COMPARATIVA DE EPISÓDIOS DE FRIO SECO E DE FRIO COM NEVE A COTAS BAIXAS. REVISTA GEONORTE, 3(5), 857 –. Recuperado de //periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2151