ANÁLISE MORFOMÉTRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO IGARAPÉ AMARO, ACRE-BRASIL

  • Elisandra Moreira de Lira
  • Francisco Ivam Castro do Nascimento
Palavras-chave: Bacia Hidrográfica, Morfometria, Acre.

Resumo

O processo de ocupação do espaço amazônico trouxe vários prejuízos ao meio ambiente e sociedade,pela rápida degradação do espaço. A busca de informações sobre as condições ambientais de baciashidrográficas fornece subsídios para ações mitigadoras de possíveis impactos negativos. O objetivodeste trabalho foi realizar uma análise morfométricada Bacia Hidrográfica do Igarapé Amaro,localizada na cidade de Rio Branco, no Acre. O índices morfométricos foram encontrados através deanálise Linear, Areal e Hipsométrica, para tanto, fez-se necessário levantamento cartográfico da áreaem estudo, confecção de mapas temáticos, utilizando o software ArcGis 10, Spring 5.1 e Surfer 10,além do trabalho de campo, para verificação in locusda área em estudo. Os resultados apontaram que aBacia do Igarapé Amaro possui uma área e 602 Km² e forma triangular. O comportamento hidrológicofoi considerado baixo (Densidade de rios de 0,0006Km), os estudos mostraram um baixa densidade dedrenagem (1,48 Km/Km²). Possui escoamento lento, considerando os baixos índices de amplitudealtimétrica máxima (42 m), a relação de relevo (6,99 m/Km) e o índice de rugosidade (28,38). Com osresultados da pesquisa espera-se que os gestores públicos possam atuar com mais rigor no se querefere à conservação de áreas já protegidas por lei.
Publicado
2012-11-16
Como Citar
Moreira de Lira, E., & Nascimento, F. I. C. do. (2012). ANÁLISE MORFOMÉTRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO IGARAPÉ AMARO, ACRE-BRASIL. REVISTA GEONORTE, 3(6), 606 - 616. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1974