VULNERABILIDADE AMBIENTAL NA SUB-BACIA DO MÉDIO TAPAJÓS (AM-PA)

Environmental vulnerability in the middle Tapajós sub-basin (AM-PA)

  • Dênis Gomes Universidade Federal de Santa Maria
  • Letícia Pereira da Silva Universidade Federal do Pará
  • Aline Maria Meiguins de Lima Universidade Federal do Pará
Palavras-chave: Risco, Erosão, Socioambiental

Resumo

O estudo da erosão hídrica do solo na região hidrográfica do Tapajós destaca-se pela expansão das atividades antrópicas na integridade da bacia hidrográfica. Para atender este objetivo foram utilizados dados pluviométricos estimados (GPCC) e topográficos (Imagens SRTM), além da rede hidrográfica (ANA) e indicadores socioambientais (EMBRAPA, IBGE e MMA). No processamento do risco ambiental foi empregado o interpolador Kernel para a densidade de drenagem e de ocupação do território. Como resultado obteve-se que as áreas mais susceptíveis a erosão, correspondem as regiões mais a noroeste, além da borda leste da bacia, indicando uma vulnerabilidade crescente e que responde principalmente ao potencial de antropismo da região.

Biografia do Autor

Letícia Pereira da Silva, Universidade Federal do Pará

Graduanda no 6º semestre de Meteorologia na Universidade Federal do Pará (UFPA). Tem experiência na área da Geociências com ênfase em Meteorologia nas área: Operacional, Sinótica, Aeronáutica, Hidrometeorologia, Climatologia, Desastres Naturais. Atualmente é estagiária na divisão de Meteorologia no Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção a Amazônia (CENSIPAM).

Aline Maria Meiguins de Lima, Universidade Federal do Pará

Graduação em Geologia pela Universidade Federal do Pará (1998), especialização em Gestão Normativa de Recursos Hídricos pela Universidade Federal da Paraíba (2007), mestrado em Geotecnia pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (2000) e doutorado em Desenvolvimento Socioambiental pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará (2007), com ênfase em análise espacial de bacias hidrográficas. Atualmente é Professora da Universidade Federal do Pará. Tendo atuado como professora da Universidade do Estado do Pará e do Centro Universitário do Pará; e como técnica em recursos hídricos e Coordenadora de Informação e Planejamento Hídrico na Secretaria de Estado de Meio Ambiente. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geologia Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: recursos hídricos, geomorfologia ambiental, gestão ambiental, sistema de informações geográficas e geotecnia.

Referências

ALKAMA, R.; CESCATTI, A. Biophysical climate impacts of recent changes in global forest cover. Science, v. 351, n. 6273, p. 600 - 604, 2016.

ARAÚJO, E.; BARRETO, P.; BAIMA, S.; GOMES, M. Unidades de conservação mais desmatadas da Amazônia Legal 2012-2015. Belém, PA: Imazon, 2017, 92 p.

ARAÚJO, I. B.; LIMA, A. M. M. Carta de susceptibilidade à erosão hídrica na bacia hidrográfica do Médio Baixo Tapajós - oeste do estado do Pará. In: TEIXEIRA, S. G.; CHAVES, C. L. (Org.). Contribuições a Geologia da Amazônia. Belém: SBG-NO, 2019, v. 11, p. 97-118.

ARAÚJO, I. B.; LIMA, A. M. M.; SANTOS, C. A. Caracterização hidrogeomorfológica das paisagens componentes da bacia hidrográfica do rio Tapajós. Enciclopédia Biosfera, v. 11, p. 3301-3327, 2015.

BALBINOT, R.; OLIVEIRA, N. K.; VANZETTO, S. C.; PEDROSO, K. O papel da floresta no ciclo hidrológico em bacias hidrográficas. Revista Ambiência, v. 04, n .01, p. 131-149, 2008.

BRITO, R.; CASTRO, E. Desenvolvimento e conflitos na Amazônia: um olhar sobre a colonialidade dos processos em curso na BR-163. Rev. NERA, n. 42, p. 51-73, 2018.

CAMPOS, M. C. C.; MONTANARI, R.; MARQUES JUNIOR, J.; PEREIRA, G. T.; SOUZA, Z. M. Caracterização de argissolos em diferentes segmentos de vertente na região de Jaboticabal, SP. Revista de Ciências Agrárias. v. 55, n. 04, p. 251 – 259, 2012.

CARVALHO, R.; ADAMI, M.; AMARAL, S.; BEZERRA, F. G. Changes in secondary vegetation dynamics in a contexto of decreasing deforestation rates in Pará, Brazilian Amazon. Applied Geography. v. 106, p. 40 – 49, 2019.

CASTELLO, L.; McGRATH, D. G.; HESS, L .L.; COE, M. T.; LEFEBVRE, P. A.; PETRY, P.; MACEDO, M. N.; RENO, V. F.; ARANTES, C. C. The vulnerability of Amazon freshwater ecosystems. Conservation Letters, v. 06, n. 04, p. 217 – 229, 2013.

CEPED. Atlas brasileiro de desastres naturais: 1991 a 2012. Volume – Pará, Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina/Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres, 2013, 114 p.

CORREIA, F. W.; ALVALÁ, R. C. S.; MANZI, A. O. O impacto das modificações da cobertura vegetal no balanço de água na Amazônia: um estudo com modelo de circulação geral da atmosfera (MCGA). Revista Brasileira de Meteorologia, v. 21, n. 3, p. 1-5, 2006.

COSTA JUNIOR, J. M. F.; SILVA, C. I. M.; LIMA, A. A. S.; RODRIGUES JÚNIOR, D.; SILVEIRA, L. C. L.; SOUZA, G. S.; PINHEIRO, M. C. N. Teores de mercúrio em cabelo e consumo de pescado de comunidades ribeirinhas na Amazônia brasileira, região do Tapajós. Ciência & Saúde Coletiva, v. 23, n. 3, p. 805-812, 2018.

CREPANI, E.; MEDEIROS, J. S.; AZEVEDO, L. G.; HERNANDEZ FILHO, P.; FLORENZANO, T. G.; DUARTE, V. Curso de Sensoriamento Remoto aplicado ao zoneamento ecológico-econômico. São José dos Campos: INPE, 2001.

CUIABANO, M. N; NEVES, S. M. A. S; NUNES, M. C. M; SERAFIM, M. E; NEVES, R.J. Vulnerabilidade ambiental á erosão hídrica na sub-bacia do córrego do Guanabara/Reserva do Cabaçal-MT Brasil. Revista Geociências, v.36, n. 1, p. 138-153, 2017.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias. Sistema Brasileiro de Classificação de solos (SiBCS). Brasília - DF: EMBRAPA, 2018, 75 p.

FEARNSIDE, P. M. A tomada de decisão sobre grandes estradas amazônicas. In: BAGER, A. (Ed.) Ecologia de Estradas: Tendências e Pesquisas. Lavras - Minas Gerais: Universidade Federal de Lavras, 2012, p. 59-75.

FEARNSIDE, P. M. Desmatamento na Amazônia brasileira: história, índices e consequências. Megadiversidade, v. 1, n. 1, p. 113-22, 2005.

FEARNSIDE, P. M. Hidrelétricas e hidrovias na Amazônia: Os planos do governo brasileiro para a bacia do Tapajós. pp. 85-98. In: FEARNSIDE, P. M. (ed.) Hidrelétricas na Amazônia: Impactos Ambientais e Sociais na Tomada de Decisões sobre Grandes Obras. v. 2, Manaus-AM: Editora do INPA, 2015, 297 p.

FERRAZ, S. F. B.; PEREIRA, M. F.; PAULA, F. R.; VETTORAZZI, C. A.; ALVARES, C. A. Simulação de perdas de solo em função de cenários de adequação ambiental em microbacias agrícolas. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 41, n. 98, p. 271-282, 2013.

FERREIRA, L. V.; PEREIRA, J. L. G.; CUNHA, D. A.; MATOS, D. C. L.; SANJUAN, P. M. A vocação da Amazônia é florestal e a criação de novos Estados pode levar ao aumento do desflorestamento na Amazônia brasileira. Estudos Avançados, v. 26, n. 74, p. 187-200, 2012.

FERREIRA, L. V.; VENTICINQUE, E.; ALMEIDA, S. S. O desmatamento da Amazônia e a importância das áreas protegidas. Estudos Avançados, v. 19, n. 53, 2005.

FRANCISCO, P. R. M. Classificação e mapeamento das terras para mecanização agrícola do estado da Paraíba utilizando sistema de informações geográficas. 2010. 122 f. Dissertação (Mestrado), Universidade Federal da Paraíba, 2010.

GPCC. Global Precipitation Climatology Center. Disponível em: https://kunden.dwd.de/GPCC/Visualizer. Acesso: 18 de Janeiro de 2019.

GUIMARÃES, S. T.; LIMA, H. N.; TEIXEIRA, W. G.; NEVES JUNIOR, A. F.; SILVA, F. W. R.; MACEDO, R. S.; SOUZA, K. W. Caracterização e classificação de gleissolos da várzea do rio Solimões (Manacapuru e Iranduba), Amazonas, Brasil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 37, p. 317 – 326, 2013.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2017: Bases para download. Disponível em https://downloads.ibge.gov.br/. Acesso Janeiro de 2017.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2017: Bases para download. Disponível em https://downloads.ibge.gov.br/. Acesso Janeiro de 2018.

HERNANDEZ, F. D. M. Hidrelétricas na Amazônia: renovabilidade e não renovabilidade da política energética. Se é desejável a renovabilidade das formas de conversão de energia, por que não é desejável renovar a política energética?. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi. Cienc. Hum., v. 7, n. 3, p. 791-811, 2012.

INPE. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Disponível em: http://www.webmapit.com.br/inpe/topodata/. Acessado em: 10 de janeiro de 2019.

KALNAY, E; KANAMITSU, M.; KISTLER, R. et al. The NCEP/NCAR 40-year reanalysis project. Bulletin of the American Meteorological Society, v. 77, p. 437-470, 1996.

MATOS, L. S.; SILVA, J. O. S.; KASPER, D.; CARVALHO, L. N. Assessment of mercury contamination in Brycon falcatus (Characiformes: Bryconidae) and human health risk by consumption of this fish from the Teles Pires River, Southern Amazonia. Neotropical Ichthyology, v. 16, n. 1, 2018.

MMA. Ministério do Meio Ambiente – Brasil. Carta de uso e cobertura da terra. Disponível em http://mapas.mma.gov.br/i3geo/datadownload.htm. Acesso Janeiro de 2019.

MUSHI, C. A.; NDOMBA, P. M.; TRIGG, M. A.; TSHIMANGA, R. M.; MTALO, F. Assessment of basin-scale soil erosion within the Congo River Basin: A review. Catena, v. 178, p. 64 – 76, 2019.

OLIVEIRA, F. P.; SILVA, M. L. N.; CURI, N.; SILVA, M. A. & MELLO, C. R. Potencial erosivo da chuva no Vale do Rio Doce, região Centro-Leste do Estado de Minas Gerais - Primeira aproximação. Revista Ciência e Agrotecnologia, v. 33, p. 1569-1577, 2009.

RIBEIRO, F. L.; CAMPOS, S. Vulnerabilidade á erosão do solo da região do Alto rio Pardo, Pardinho, SP. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 11, n. 6, p. 628-636, 2007.

SANTOS, C. A.; ARAÚJO, I. B.; WANZELER, R. T. S.; SERRÃO, E. A. O.; FARIAS, M. H. C. S.; LIMA, A. M. M. Regionalização hidroclimatológica da bacia hidrográfica do rio Tapajós. Revista Geográfica Acadêmica, v. 9, n. 1, 2015a.

SANTOS, C. A.; SERRÃO, E. A. O.; GONCALVES, L. J. M.; WANZELER, R. T. S.; LIMA, A. M. M. Zoneamento da distribuição da precipitação pluviométrica na bacia hidrográfica do rio Tapajós. Enciclopédia Biosfera, v. 10, p. 3092-3106, 2014.

SANTOS, G. A. O.; SCHUBER, E. S. M. repercussões espaciais do projeto arco norte no distrito de Campo Verde – Itaituba/PA. InterEspaço, v. 4, n. 12, p. 252-263, 2018.

SILVA, D. D. E; FELIZMINO, F. T. A; OLIVEIRA, M. G. Avaliação da degradação ambiental a parti da prática da cultura do feijão no município de Tavares-PB. Revista Holos, a.31, v. 8, 2015.

SILVA, L. P.; GOMES, D. J. C. Variabilidade interanual climática associado á ocorrências de desastres naturais: Estado do Pará. In: III CONGRESSO BRASILEIRO DE REDUÇÃO DE RISCOS DE DESASTRES. Belém-PA, 2019.

SOUZA, N. P.; SILVA, E. M. G. C.; TEIXEIRA, M. D.; LEITE, L. R.; REIS, A. A.; SOUZA, L. N.; ACERBI JUNIOR, F. W.; RESENDE, T. A. Aplicação do estimador de densidade kernel em unidades de conservação na bacia do rio São Francisco para análise de focos de desmatamento e focos de calor. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 16, 2013, Foz do Iguaçu. Anais... São José dos Campos: INPE, 2013, p. 4958-4965.

THOMAS, J.; JOSEPH, S.; THRIVIKRAMJI, K. P. Assssment of soil erosion in a tropical mountain river basin of the Southern Western Ghats, India using RUSLE and GIS. Geoscience Frotiers, v. 09, p. 893 – 906, 2018.

TRINDADE, S. P; RODRIGUES, R. Á. Uso do solo na microbacia do Ribeirão Samambaia e sua relação com a suscetibilidade á erosão laminar. Revista Geográfica Acadêmica, v. 10, n.1, 2016.

VALERIANO, M. M.; KUPLICH, T. M.; STORINO, M.; AMARAL, B. D.; MENDES JÚNIOR, J. N.; LIMA, D. J. Modeling small watersheds in Brazilian Amazônia with SRTM-90m data. Computers & Geosciences, v. 32, n. 8, p. 1169-1181, 2006.

VOLK, L. B. S.; COGOI, N. P.; STRECK, E. V. Erosão hídrica influenciada por condições físicas de superfície e subsuperfície do solo resultantes do seu manejo, na ausência de cobertura vegetal. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 28, p. 763-77, 2004.
Publicado
2020-12-16
Como Citar
Gomes, D., Pereira da Silva, L., & Maria Meiguins de Lima, A. (2020). VULNERABILIDADE AMBIENTAL NA SUB-BACIA DO MÉDIO TAPAJÓS (AM-PA): Environmental vulnerability in the middle Tapajós sub-basin (AM-PA). REVISTA GEONORTE, 11(38), 71-89. https://doi.org/10.21170/geonorte.2020.V.11.N.38.71.89
Seção
Artigos