Espacialidade e temporalidades das vilas e cidade amazônicas: da vila de Ega à cidade de Tefé nas Cartas dos Governadores da Província do Amazonas, 1852-1857.

  • Sandriele Pessoa dos Santos Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
Palavras-chave: Cidade, Amazônia, Tefé

Resumo

Para se compreender a evolução e permanência das cidades amazônicas, fez-se necessário periodizar historicamente os fatos políticos e econômicos que levaram o desaparecimento de vilas e povoados ou a sua espacialização. A interpretação documental permitiu entender a organização da cidade de Tefé no plano local e regional. Considerando as medidas da política imperialista na criação do Município.

Biografia do Autor

Sandriele Pessoa dos Santos, Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
Prof. Msc. Em Geografia Humana pela Universidade Federal do Amazonas – UFAM,  membro do Núcelo de Estudos e Pesquisas das Cidades na Amazônia Brasileira- NEPECAB
Publicado
2017-05-15
Como Citar
Pessoa dos Santos, S. (2017). Espacialidade e temporalidades das vilas e cidade amazônicas: da vila de Ega à cidade de Tefé nas Cartas dos Governadores da Província do Amazonas, 1852-1857. REVISTA GEONORTE, 8(28), 114 - 129. https://doi.org/10.21170/geonorte.2017.V.8.N.28.115-129