INFLUÊNCIA DA COBERTURA VEGETAL NAS PERDAS DE ÁGUA E SOLO EM PARCELAS DE EROSÃO NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

  • M. M. M. Sousa
  • H. A. Q. Palácio
  • J. C. Ribeiro Filho
  • J. R. Araújo Neto
  • M. M. S. Moura
Palavras-chave: chuva, erosividade, escoamento.

Resumo

O estudo das perdas de água e solo de uma bacia hidrográfica é fundamental para compreender os efeitos negativos provocados pela erosão hídrica, sendo o manejo inadequado do solo e a ausência de práticas conservacionistas os principais problemas que podem acarretar a degradação do ambiente. Objetivou-se com esta pesquisa analisar a influência da cobertura vegetal do capim (Andropogon gayanus, Kunt) sobre as perdas de água e solo por meio de classes de chuvas erosivas em uma microbacia experimental no semiárido brasileiro. Foram monitoradas duas parcelas com as coberturas: manejo de corte/queima e plantação da gramínea (Andropogon gayanus, Kunt) para produção de pasto e manejo para condição de solo exposto durante a estação chuvosa do ano de 2013. O capim promoveu uma redução de 99,36%, para as perdas de solos e 71,88% para as perdas por escoamento, sendo que as maiores perdas de solo ocorreram nas classes 3 e 4, onde foram registrados os maiores índices de erosividade, evidenciando assim o efeito dissipador do capim quanto a energia cinética da chuva. Também realizou-se para ambas as parcelas, uma análise estatística correlação de Pearson (r), entre o escoamento, perda de solo, precipitação, precipitação acumulada em 5 dias, I30 e a erosividade, para constatar a influência que um fator exerce sobre outro.
Publicado
2016-09-10
Como Citar
Sousa, M. M. M., Palácio, H. A. Q., Ribeiro Filho, J. C., Araújo Neto, J. R., & Moura, M. M. S. (2016). INFLUÊNCIA DA COBERTURA VEGETAL NAS PERDAS DE ÁGUA E SOLO EM PARCELAS DE EROSÃO NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO. REVISTA GEONORTE, 7(26), 160 - 171. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2765