AVALIAÇÃO DE CARBONO ORGÂNICO TOTAL EM RESERVATÓRIO NO SEMIÁRIDO – CASO PEREIRA DE MIRANDA

  • A. M. M. de Almeida
  • E. M. de Andrade
  • C. L. de Almeida
  • F. B. Lopes
  • L. C. Oliveira
Palavras-chave: matéria orgânica, bacia hidrográfica, sedimento

Resumo

Estudar o aporte de sedimentos e matéria orgânica nos reservatórios do semiárido é uma estratégia indispensável para entender seus efeitos sobre a disponibilidade hídrica. O estudo tem por objetivo investigar o aporte de carbono orgânico total (COT) e matéria orgânica (M.O), bem como sua relação com as frações granulométricas dos sedimentos provenientes dos rios tributários, Canindé e Capitão Mor, no reservatório Pereira de Miranda. Para atingir os objetivos foi escavada uma trincheira em cada um dos rios. Os valores de carbono orgânico total e matéria orgânica apresentaram-se semelhantes nas camadas superiores (24,0 g kg-1 para COT e 42,0 g kg-1 para M.O), em ambos os perfis As menores concentrações foram registradas nas camadas mais profundas. A relação entre o COT e as frações finas dos sedimentos (argila e silte) apresentou uma regressão de ajuste linear (R² > 0,99) para ambos os perfis. Conclui-se que os tributários (Rio Canindé e Capitão Mor) apesar de uma mesma contribuição na camada superficial, os mesmos apresentam dinâmicas distintas no aporte de nutrientes ao reservatório. A deposição de sedimentos ocorre em camadas com distintas granulometria o que pode ser explicado pela maior ou menor disponibilidade de energia para o transporte de sedimentos.
Publicado
2016-09-10
Como Citar
M. M. de Almeida, A., M. de Andrade, E., L. de Almeida, C., B. Lopes, F., & C. Oliveira, L. (2016). AVALIAÇÃO DE CARBONO ORGÂNICO TOTAL EM RESERVATÓRIO NO SEMIÁRIDO – CASO PEREIRA DE MIRANDA. REVISTA GEONORTE, 7(26), 35 - 47. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2757