TIPOS DE TEMPO E EVENTOS HIDROMETEÓRICOS EXTREMOS EM FOZ DO IGUAÇU/PR

  • Tereza Cristina Polato Hoffmann
  • Francisco de Assis Mendonça

Resumo

As inundações em áreas urbanas têm se tornado um dos principais problemas das cidades brasileiras,
causando grandes prejuízos à sociedade. O município de Foz do Iguaçu, no Paraná, teve um processo
de urbanização muito acelerado, apresentando diversos problemas típicos das cidades brasileiras. O
clima da região registra precipitações o ano todo, boa parte delas concentradas, aumentando assim os
riscos de eventos extremos como as inundações. Entender o ritmo climático de uma região é importante
para a adoção de medidas de controle de eventos extremos, tais como estes. Dessa forma, este trabalho
tem como objetivos a análise do ritmo climático de Foz do Iguaçu em janeiro e fevereiro de 2011 e
a identificação dos tipos de tempo responsáveis pelos eventos extremos ali ocorridos. Para tal, foram
desenvolvidos gráficos de análise rítmica e pesquisas em jornais locais para a verificação dos eventos
ocorridos. Os sistemas atmosféricos mais atuantes na região foram a Instabilidade Tropical e a Zona
de Convergência do Atlântico Sul, responsáveis pelas principais inundações ocorridas. Através desse
trabalho pode-se analisar o ritmo climático da região e os principais tipos de tempo que causaram os
eventos extremos do município.

Publicado
2012-10-06
Como Citar
Polato Hoffmann, T. C., & Assis Mendonça, F. de. (2012). TIPOS DE TEMPO E EVENTOS HIDROMETEÓRICOS EXTREMOS EM FOZ DO IGUAÇU/PR. REVISTA GEONORTE, 3(8), 1141 -. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2458