ANÁLISE DE TEMPESTADE POTENCIALMENTE SEVERA UTILIZANDO DADOS DE RADAR METEOROLÓGICO

  • Douglas Cristino Leal
  • Jonas Teixeira Nery
  • Gerhard Held
Palavras-chave: Densidade VIL, topo dos ecos, tempestades severas, radar Doppler, TITAN.

Resumo

Este estudo tem como objetivo geral contribuir para melhorar a destreza dos alertas de tempestades,
possibilitando a mitigação dos riscos potenciais decorrentes desses eventos na área central do estado
de São Paulo e regiões adjacentes, dentro do raio de alcance de 240 km, a partir do radar Doppler de
Bauru do Instituto de Pesquisas Meteorológicas (IPMet). Para definição dos limiares de alerta foi
realizado uma estatística descritiva utilizando dados volumétricos coletados com o radar de Bauru. A
partir destes dados obteve-se a distribuição de VIL, topo dos ecos e densidade VIL relativo às
tempestades. Para a seleção de células de tempestades potencialmente severas definiu-se um limiar de
40 dBZ para a refletividade, obtendo-se a partir daí os valores médios das magnitudes com que esses
eventos acontecem. Os boletins climatológicos do Centro de Previsão de Tempo e Clima (CPTEC)
possibilitaram a compreensão e análises em mesoescala. Foi selecionado o evento do dia 26 de março
de 2000, ocorrido no município de Bauru, o qual provocou duas vítimas fatais por descargas elétricas.
Esta seleção se deu para a comprovação da severidade das tempestades e para comparar os valores
estatísticos obtidos e os observados durante o período da mesma.

Publicado
2012-10-06
Como Citar
Cristino Leal, D., Teixeira Nery, J., & Held, G. (2012). ANÁLISE DE TEMPESTADE POTENCIALMENTE SEVERA UTILIZANDO DADOS DE RADAR METEOROLÓGICO. REVISTA GEONORTE, 3(8), 855 -. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2438