O CAMINHO DAS ÁGUAS: TRABALHO DE CAMPO COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO E A CLIMATOLOGIA COMO ELEMENTO INTEGRADOR DE PAISAGENS

  • Zilanda Barreto do Nascimento
  • Vinícius Santos Lima
  • Ricardo Pacheco Terra

Resumo

O artigo é um relato de experiência de um Trabalho de Campo que usa o instrumento didáticopedagógicocom fins de favorecer a re-significação de conteúdos de climatologia enquanto meiointegrador do espaço geográfico e mote “De onde vêm as águas”. Considerou-se a viabilidade daproposta após realização de pré-campo, no qual se estabeleceu o roteiro e a oportunidade de discussãodos conteúdos. Na revisão bibliográfica se verificou que no estado do Rio de Janeiro a diferenciaçãoclimática se deve principalmente ao relevo e a altitude. Utilizo-se a metodologia de PercepçãoAmbiental para a discussão e integração de ambientes e a paisagem como recorte espacial de análise.O estudo de caso se deu com uma turma de alunos do 1º segmento do Ensino Fundamental de umaescola localizada as margens do canal da Flecha, em Campos dos Goytacazes, que levamos paraconhecer a Serra do Imbé. Assim, os alunos puderam perceber diversos aspectos que diferenciam eintegram uma região da outra. Concluiu-se pela viabilidade da atividade através do interesse dosalunos e manifestação dos professores.
Publicado
2012-10-06
Como Citar
Nascimento, Z. B. do, Santos Lima, V., & Pacheco Terra, R. (2012). O CAMINHO DAS ÁGUAS: TRABALHO DE CAMPO COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO E A CLIMATOLOGIA COMO ELEMENTO INTEGRADOR DE PAISAGENS. REVISTA GEONORTE, 3(8), 175 - 183. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2273