GEOPROCESSAMENTO APLICADO AO MAPEAMENTO DAS FORMAS DE USO DA TERRA NA ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE (APP) DA LAGOA DO URUAÚ – BEBERIBE/CE.

Autores

  • Eveline Andrade Mesquita
  • Maria Lucia Brito da Cruz

Palavras-chave:

Geoprocessamento, Uso e ocupação, Lagoa do Uruaú.

Resumo

As lagoas costeiras do Brasil têm sido utilizadas para diversos fins dentre eles área de lazer, controlede inundações, valorização imobiliária e turística da região. O turismo e a especulação imobiliária sãoexemplos de atividades que ocorrem no processo de ocupação das lagoas costeiras cearenses onde épossível observar em muitos casos o descumprimento da legislação ambiental pertinente as APPs(Áreas de Preservação Permanente). Assim a área de estudo selecionada foi a Lagoa do Uruaú,localizada no município de Beberibe e tem por objeto analisar e mapear os tipos de uso e ocupações daAPP da lagoa. A pesquisa foi desenvolvida por meio da utilização de uma metodologia quecontemplou a analise das modificações impressas na paisagem e técnicas de geoprocessamento paraelaboração do mapa de uso e ocupação da área. Com o estudo pode-se observar a necessidade de umplano de monitoramento na região, pois desta maneira será possível atenuar e minimizar o processo deocupação.

Downloads

Publicado

2012-11-12

Como Citar

Andrade Mesquita, E., & Lucia Brito da Cruz, M. (2012). GEOPROCESSAMENTO APLICADO AO MAPEAMENTO DAS FORMAS DE USO DA TERRA NA ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE (APP) DA LAGOA DO URUAÚ – BEBERIBE/CE. REVISTA GEONORTE, 3(5), 1509 –. Recuperado de //periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2238