GEOLOGIA E GEOMORFOLOGIA DO ESPAÇO RECREATIVO DO RIO SÃO JORGE COMO SUBSÍDIO PARA A IMPLANTAÇÃO DE PRÁTICAS DE ENSINO

Autores

  • José Mauro Palhares
  • Adalberto Ben-Hur Bischof Junior
  • Karin Linete Hornes

Palavras-chave:

Rio São Jorge, geologia, educação, patrimônio.

Resumo

O presente trabalho foi desenvolvido no espaço recreativo São Jorge, fixado em uma porção da Bacia Hidrográfica do Rio São Jorge, localizado no município de Ponta Grossa, Paraná, na escarpa do Arenito Devoniano no limite entre o Segundo Planalto Paranaense, na porção ocidental da Escarpa da Serrinha, que separa o Primeiro do Segundo Planalto. Esta pesquisa teve como principal objetivo a caracterização geológica da área de estudo, com o intuito de elaborar roteiros com fins aplicativos e educacionais. O espaço recreativo do Rio São Jorge possui uma variedade litológica e uma diversidade de feições geomorfológicas que podem ser utilizadas para a divulgação do conhecimento regional dos Campos Gerais. A elaboração de roteiros geoturísticos e o aproveitamento da paisagem cênica da área, para fins didáticos e turísticos, têm o intuito de proporcionar a sensibilização do docente e discente frente à fragilidade local e a necessidade de proteção de todos os fatores tanto abióticos como bióticos na construção da paisagem.

Downloads

Publicado

2012-11-12

Como Citar

Palhares, J. M., Bischof Junior, A. B.-H., & Linete Hornes, K. (2012). GEOLOGIA E GEOMORFOLOGIA DO ESPAÇO RECREATIVO DO RIO SÃO JORGE COMO SUBSÍDIO PARA A IMPLANTAÇÃO DE PRÁTICAS DE ENSINO. REVISTA GEONORTE, 3(5), 487 –. Recuperado de //periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2101