UM DIAGNÓSTICO PRELIMINAR DA ANÁLISE INTEGRADA DA PAISAGEM NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO MARINGÁ

  • Liana Gomes Netto
  • Lucas C. F. Sant’ana
Palavras-chave: Bacias hidrográficas, uso e ocupação do solo, planejamento ambiental territorial

Resumo

A forma de uso, tipos de solo e relevo, a vegetação local existente, o desmatamento e a presença decidades exercem grande pressão sobre os recursos naturais que compõem uma bacia hidrográfica.Todas as atividades realizadas na bacia desenvolvidas por indústrias, propriedades rurais e cidadesrefletem na qualidade da água do rio, numa relação de causa e efeito. Este é um dos motivos quejustificam adotar a bacia hidrográfica como unidade territorial de planejamento. Desta forma, esteestudo reforça o caráter integrador das águas e tem como objetivo contribuir no processo de gestãocompartilhada e preservação dos recursos hídricos. Um procedimento capaz de privilegiar a relaçãosociedade-natureza se faz necessária, portanto, a pesquisa utiliza como referência metodologias deanálises integradas do meio ambiente para entender a estrutura e as condições de funcionamento domeio físico e suas articulações com as formas de uso, ocupação e produção do espaço. Na intenção deelaborar diagnósticos dos impactos socioambientais na área de estudo, faz-se uso do modelo GTP(Geossistema, Território e Paisagem), de Georges Bertrand e como resultado, três mapas de uso dosolo na bacia do ribeirão Maringá foram elaborados para análise temporal-espacial do período de 1990a 2010.
Publicado
2012-11-16
Como Citar
Gomes Netto, L., & C. F. Sant’ana, L. (2012). UM DIAGNÓSTICO PRELIMINAR DA ANÁLISE INTEGRADA DA PAISAGEM NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO MARINGÁ. REVISTA GEONORTE, 3(6), 1292 - 1305. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2023