PROPOSIÇÃO METODOLÓGICA DE ZONEAMENTO AMBIENTAL PARA BACIAS HIDROGRÁFICAS. O CASO DA BACIA HIDROGRAFICA DO RIO ALMADA, BAHIA, BRASIL

  • Maria Eugênia Bruck de Moraes
  • Brenda Nascimento Ferreira
Palavras-chave: bacia hidrográfica, zoneamento ambiental, Sistema de Informação Geográfica, geoecologia.

Resumo

Considerando a necessidade de conservação, recuperação e manutenção da bacia hidrográfica do rioAlmada, o presente trabalho teve por objetivo apresentar uma proposta de zoneamento ambiental paraa mesma, a partir da adoção dos fundamentos da Geoecologia e das ferramentas do Sistema deInformação Geográfica ArcGIS que possibilitaram a interpretação e avaliação das suas unidades depaisagem. Assim, a Carta de Zoneamento Ambiental, elaborada a partir do cruzamento de informaçõessobre o relevo, solos e o uso e ocupação do solo, divide a área de estudo em quatro classes: zona depreservação, formada por 17,28% da área, zona de conservação, formada por 10,72%, zona derecuperação com 2,7% e zona de usos múltiplos, a maior delas, formada por 69,3% da bacia. Acreditaseque a implantação do zoneamento ambiental aqui proposto possa colaborar com o desenvolvimentosustentável dos recursos naturais existentes na região sul da Bahia e que esta proposta metodológicatambém possa ser aplicada em outras bacias hidrográficas, visando atingir o desenvolvimentoeconômico com equidade social e sustentabilidade ambiental.
Publicado
2012-11-16
Como Citar
Bruck de Moraes, M. E., & Nascimento Ferreira, B. (2012). PROPOSIÇÃO METODOLÓGICA DE ZONEAMENTO AMBIENTAL PARA BACIAS HIDROGRÁFICAS. O CASO DA BACIA HIDROGRAFICA DO RIO ALMADA, BAHIA, BRASIL. REVISTA GEONORTE, 3(6), 1229 - 1241. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/2019