DIVERSIDADE PAISAGÍSTICA DAS MARGENS OESTE E LESTE DA BAÍA DE MARAJÓ, PARÁ, NORTE DO BRASI

  • Carmena Ferreira de França
  • Márcia Aparecida da Silva Pimentel
Palavras-chave: Geossistemas, Marajó, costa, relevo, vegetação.

Resumo

A zona costeira do Estado do Pará, particularmente nas adjacências da baía de Marajó, possui um dosconjuntos mais contrastantes de paisagens do norte do Brasil. Os fatores responsáveis pela gênese daspaisagens da área de estudo estão relacionados a eventos de caráter regional, tais como asmovimentações crustais de soerguimento, subsidência e falhamento e as flutuações relativas do níveldo mar (regressão e transgressão marinha), que ocorreram durante o Cenozóico Superior (do Miocenoao Holoceno), e à hidrodinâmica costeira atual (Holoceno), sob a ação das marés e ondas da baía deMarajó. A atuação desses fatores geraram compartimentos específicos de modo que se podeindividualizar dois contextos do ponto de vista fisiográfico e ecológico: e estuarino e o deltaico. Aanálise da paisagem, nesses dois contextos, aborda a distribuição e a estrutura das formas de relevo, ageometria da linha de costa, a variação do gradiente topográfico e as características da vegetação. Asunidades de paisagem são classificadas em geossistemas e geofácies.
Publicado
2012-11-16
Como Citar
Ferreira de França, C., & Silva Pimentel, M. A. da. (2012). DIVERSIDADE PAISAGÍSTICA DAS MARGENS OESTE E LESTE DA BAÍA DE MARAJÓ, PARÁ, NORTE DO BRASI. REVISTA GEONORTE, 3(6), 900 - 910. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1996