ANÁLISE FLORÍSTICA E DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DAS ESPÉCIES ARBÓREAS DO “EIXO DE ANIMAÇÃO ARTHUR BERNARDES”, CURITIBA-PR.

  • Anderson Luiz Godinho Belem
  • Ana Paula Ribeiro Branco
Palavras-chave: Áreas Verdes, Arborização Urbana, Florística, Distribuição Espacial.

Resumo

A pesquisa busca caracterizar o “Eixo de Animação Arthur Bernardes”, em Curitiba-PR, no quetange a vegetação e sua inserção na paisagem da área de estudo. Para tanto realiza levantamentoflorístico de todas as espécies arbóreas (número de espécies e indivíduos) e identifica padrões dedistribuição das mesmas, por meio de análise espacial em ambiente SIG. A caracterização dasáreas verdes vem de encontro com a gestão das mesmas para que problemas como o de espéciesinadequadas a determinadas áreas não venham a inviabilizar a existência dessas áreas verdes nacidade. A área de estudo tem cerca de 40.000 m² e um comprimento de aproximadamente 1.800m. e nela foram encontradas 1081 indivíduos e 73 diferentes espécies entre Magnoliófitas ePinófitas, quanto a origem houve espécies nativas do Brasil, nativas de Curitiba, exóticas eexóticas invasoras. Com 59% das espécies e 71% dos indivíduos as nativas do Brasil são asmais recorrentes, sete espécies concentram 42,7% de todos os indivíduos enquanto 35 espéciesaparecem no eixo de animação com menos de cinco indivíduos. Três diferentes padrões dedistribuição foram encontrados. A análise dos dados permite afirmar que não há parâmetros ecritérios para o plantio de árvores no “Eixo de Animação Arthur Bernardes”.
Publicado
2012-11-16
Como Citar
Godinho Belem, A. L., & Ribeiro Branco, A. P. (2012). ANÁLISE FLORÍSTICA E DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DAS ESPÉCIES ARBÓREAS DO “EIXO DE ANIMAÇÃO ARTHUR BERNARDES”, CURITIBA-PR. REVISTA GEONORTE, 3(6), 583 - 592. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1972