A UTILIZAÇÃO DE CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DO SOLO NA ANÁLISE FUNCIONAL ECOSSISTÊMICA DE FRAGMENTOS FLORESTAIS: ESTUDO DE CASO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO BONFIM, REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO

  • Fernando Amaro Pessoa
  • Fernando Vieira Cesário
Palavras-chave: Mata Atlântica, Fragmentação Florestal, Indicadores Funcionais Globais, Bacias Hidrográficas.

Resumo

Sistemas naturais, inseridos nas paisagens, identificam a unidade de avaliação da biodiversidade aonível de ecossistema, que é uma unidade complexa na qual sistemas de forte componente biológico –ecossistemas – interagem com sistemas de natureza antrópica, resultado de fatores sócio-econômicos,culturais e políticos. No bioma da Mata Atlântica, muito fragmentado e com alta diversidade deecossistemas, a preservação do status da diversidade biológica depende da recuperação, conservação euso sustentável do mosaico de fragmentos existentes. Diante desta realidade, é importante que seproblematize a acurácia de indicadores de síntese sobre o estado funcional de fragmentos florestais.Nesse contexto, o presente trabalho foi desenvolvido em fragmentos florestais remanescentes da MataAtlântica, na Bacia Hidrográfica do Bonfim, Petrópolis – RJ, utilizando-se de características químicasdo solo como indicadores funcionais do subsistema de decomposição para a análise do funcionamentoecossistêmico destes. Para a execução da pesquisa, foram escolhidos 2 fragmentos (Bonfim e MataPorcos) em contextos geográficos e geomorfológicos semelhantes – área de expansão urbana e baixocurso da bacia. Em cada fragmento foi delimitado um transecto de 120/130 metros, sempre com umadistância de 20 metros da borda, onde foram coletadas amostras em intervalos de 10 metros. Em cadaintervalo foram coletadas amostras do horizonte Ai (varia de -2 a -3 cm de espessura), e A (varia de -3a -13 cm de espessura), no período de verão do ano de 2009. Tais amostras foram submetidas aanálises químicas (dados sobre a fertilidade do solo) em laboratório. Como metodologia paratratamento das amostras e obtenção dos dados das variáveis adotou-se o manual da EMBRAPA(1997). As comparações inter e intra-fragmentos foram realizadas estatisticamente, com comparaçõesmúltiplas das variâncias populacionais, a partir de testes paramétricos e não-paramétricos, em funçãoda possibilidade de normalização dos dados. Os resultados obtidos sugerem uma descontinuidadeentre os horizontes Ai e A em relação aos indicadores de fertilidade do solo, além de diferenças entreos fragmentos estudados, evidenciando a importância de tais indicadores na realização de estudossobre biodiversidade ao nível do ecossistema, em que a abordagem sistêmica torna-se cada vez maisrelevante.
Publicado
2012-11-16
Como Citar
Amaro Pessoa, F., & Vieira Cesário, F. (2012). A UTILIZAÇÃO DE CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DO SOLO NA ANÁLISE FUNCIONAL ECOSSISTÊMICA DE FRAGMENTOS FLORESTAIS: ESTUDO DE CASO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO BONFIM, REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO. REVISTA GEONORTE, 3(6), 402 - 414. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/revista-geonorte/article/view/1955