Literatura erótica de autoria feminina

uma análise do conto Miss Algrave, de Clarice Lispector

  • Adrieny Ferreira FELÍCIO
  • Paulo Roberto de Souza FREITAS

Resumo

Este artigo discute a presença do erótico na história de Miss Algrave escrita por Clarice Lispector  e a recepção do  trabalho no momento em que foi publicado.  A coleção de contos A Via Crucis do Corpo é uma obra que é divergente de tudo o que o autor havia publicado, já que é sobre o tema do corpo, as ansiedades, dilemas e conflitos que os personagens passam no decorrer da narrativa.   O tempo em que a escritora estava vivendo era um momento conservador, a mulher era vista apenas como aquela que ficava em casa para cuidar de seus filhos e seu marido. Utilizamos metodologicamente a pesquisa bibliográfica baseada no método qualitativo e exploratório.  Ficou evidente que Clarice Lispector foi uma mulher na vanguarda da sociedade de seu tempo, pois mesmo com todos os pormenores relacionados às mulheres, ela não hesitou em revelar os problemas que foram impostas a ela,  seja na ficção,  ou nas questões socioculturais da época em que viveu.

Publicado
2020-04-01