Conhecimento Ancestral e Perspectiva Ecossistêmica: a interface para uma vida mais sustentável

  • Janaina Filardi da Silva Universidade Federal do Amazonas
  • Denise Piccolotto Carvalho Universidade Federal do Amazonas

Resumo

Este artigo centrado no fazer jornalístico, almeja refletir sobre o papel do jornalismo ambiental com os aportes teórico-metodológico dos ecossistemas comunicacionais. A intenção é chamar a atenção para uma sociedade mais sustentável, dando especial destaque aos povos primitivos indígenas do Brasil. Nessa perspectiva, busca-se explorar a urgência de uma sociedade sustentável, os antigos saberes e a perspectiva ecossistêmica no jornalismo ambiental. Os desafios anunciados são indicadores para se identificar um estilo de vida equilibrado, em harmonia com o meio ambiente – flora, fauna etc., que é norteado pela lógica da não acumulação.

Biografia do Autor

Janaina Filardi da Silva, Universidade Federal do Amazonas

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCCOM) da Universidade Federal do Amazonas, Especialista em Docência do Ensino Superior (UNIP), membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Processos de Criação na Amazônia. E-mail: filardi-silva@hotmail.com.

Denise Piccolotto Carvalho, Universidade Federal do Amazonas

Pós-Doutora em Tecnologia Educativa pela Universitat de les Illes Balears (UIB), Doutora em Educação pela Universitat de les Illes Balears (UIB), Mestre em Educação pela Universidade Federal do Amazoanas (UFAM), Mestre em Planejamento e construção de materiais didáticos pela Universitat de les Illes Balears (UIB) e Especialista em Teoria e Pesquisa em Comunicação Social pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Processos de Criação na Amazônia, professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCCOM) da Universidade Federal do (UFAM). E-mail: denize.piccolotto@gmail.com.

Publicado
2019-04-11