Entre o “respirar” das máquinas e o respirar da vida: O discurso da essencialidade da mineração e o direito de viver em tempos de pandemia

  • Poliana de Sousa Nascimento UFPE

Resumo

Com esse artigo, pretendo destacar o discurso da essencialidade da mineração em tempos de pandemia do Coronavírus e como a classificação do que é essencial se apresenta para o mercado de produção mineral e para Estado. Como parte dessa discussão ressalto a importância em se entender como povos e comunidades tradicionais, com destaque para indígenas e quilombolas, são entendidas nesse processo mineral, destacando a negligência atribuída aos seus corpos e ao direito de, literalmente, respirar em seus territórios.

Palavras-chaves: Essencial, Mineração, Estratégia, Pandemia

Publicado
2021-02-21