Teletrabalho versus qualidade de vida: uma abordagem sobre as experiências vividas por servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas

  • Rosinete Pereira Alves UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS - UFAM
  • Maria da Glória Vitório Guimarães UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS - UFAM
Palavras-chave: Trabalho, Qualidade de Vida, Teletrabalho, Tecnologia

Resumo

Objetiva-se analisar a percepção de pessoas que realiza parte ou totalidade do seu trabalho à distância das organizações empregadoras, fazendo uso de mídias de tecnologia. Especificamente, busca-se verificar se há melhoria na satisfação da pessoa que opta pelo trabalho remoto, bem como, vantagens e desvantagens do trabalho remoto. A busca pela qualidade de vida é um tema atual e tem desafiado várias instituições que buscam conciliar vida profissional e familiar dos seus servidores. A pesquisa busca identificar os impactos que ocorreram na qualidade de vida de servidores públicos, em especial servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas, em arranjo de home office, modalidade contemporânea de realizar atividades laborais, sendo à distância da instituição e fazendo uso de tecnologias de informação e comunicação. Para tanto, foi aplicado um questionário on line do Google Forms a 57 teletrabalhadores da instituição, com perguntas fechadas, baseadas em uma perspectiva pragmática, os dados foram analisados a partir da estatística descritiva e os resultados demonstraram que existem ganhos na qualidade de vida do servidor em teletrabalho, impactando positivamente no seu desempenho profissional, ademais, o teletrabalho promove vantagens de economia de tempo e redução de custos nos deslocamentos até o trabalho e melhora a relação trabalho-família. Em suma, o trabalho remoto, antes de ser um aspecto a ser controlado, possa ser um elemento que favoreça o desenvolvimento psicossocial e organizacional, mediante a produção coletiva de novas formas de trabalho.

Referências

BVS-Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde. Dicas em Saúde – Qualidade de vida em 5 passos. 2013. Disponível em:

<https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/260_qualidade_de_vida.html> Acesso em: 24.mai.2019.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999, v.1

CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Resolução nº 227/2016. 2016. Disponível em: <http://www.cnj.jus.br/busca-atos-adm?documento=3134>. Acesso em: 17 mai. 2019.

FERREIRA JÚNIOR, José Carlos. Telecommuting: o paradigma de um novo estilo de trabalho. RAE Light, v.7, n.3, p.8-17, jul./set. 2000. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rae/v40n3/v40n3a12.pdf>. Acesso em: 01 mai. 2019.

FREITAS, Silvia Rodrigues de. Teletrabalho na Administração Pública Federal - uma análise do potencial de implantação na Diretoria de Marcas do INPI. Dissertação de Mestrado (Administração Pública). Fundação Getúlio Vargas. Escola Brasileira de Administração. Rio de Janeiro, 2008.

GOULART, Joselma Oliveira. Teletrabalho – alternativa de trabalho flexível. Brasília: SENAC, 2009.

GUIMARÃES, M. da G. V. Vida familiar e profissional: percepção das professoras de ensino superior da cidade de Manaus. 2009. 201p. Tese (Doutorado) – Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.

KRAMER, U.; BURIAN, K.; GERBRACHT, P.; HEGNER, F. Wettbewerbsstärke und bessere Vereinbarkeit von Familie und Beruf – kein Widerspruch. Stuttgart: Kohlhammer, 2008.

LIMA, Mauro Saraiva Barros. O Teletrabalho no Poder Judiciário brasileiro: ganhos para tribunais e sociedade? As experiências de Santa Catarina e Amazonas. Dissertação de Mestrado (Administração Pública). Fundação Getúlio Vargas. Escola Brasileira de Administração. Rio de Janeiro, 2018.

MELLO, Álvaro Augusto Araújo. Teletrabalho (telework): o trabalho em qualquer lugar e em qualquer hora. São Paulo: Qualitymark, 1999. CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999, v.1

SILVA, Rogério Tadeu da. O teletrabalho e as suas influências na qualidade de vida no trabalho / Rogério Tadeu da Silva. -- São Paulo. 2004. 193f.

TJAM – Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas. CNJ anuncia TJAM como vencedor do 1º Prêmio de Práticas em Gestão de Pessoas do Poder Judiciário. Disponível em: <https://www.tjam.jus.br/index.php/menu/sala-de-imprensa/1407-cnj-anuncia-tjam-como-vencedor-do-1-premio-de-praticas-em-gestao-de-pessoas-do-poder-judiciario>. Acesso em: 8 mai.2019.

TJAM – Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas. Resolução nº 04/2017. 2017. Disponível em: . Acesso em: 18 mai. 2019.

TJAM – Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas. Diário da Justiça Eletrônico. Resolução nº 08/2019. 2019. Disponível em:

<https://consultasaj.tjam.jus.br/cdje/consultaSimples.do?cdVolume=11&nuDiario=2609&cdCaderno=1&nuSeqpagina=15 >. Acesso em: 18 mai. 2019.

VECCHIA, Roberta Dalla, RUIZ, Tania, BOCCHI, Silvia Cristina Mangini, CORRENTE, José Eduardo. Qualidade de vida na terceira idade: um conceito subjetivo. Revista Brasileira de Epidemiologia. 2005, p. 246-252. Disponível em:

< http://www.scielo.br/pdf/rbepid/v8n3/06.pdf>. Acesso em: 24.mai.2019.

Publicado
2020-08-31
Como Citar
Alves, R. P., & Guimarães, M. da G. V. (2020). Teletrabalho versus qualidade de vida: uma abordagem sobre as experiências vividas por servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas. UFAM Business Review - UFAMBR, 2(3), 58-78. https://doi.org/10.47357/ufambr.v2i3.6379
Seção
Artigos