Análise custo-volume-lucro em uma escola de idiomas: um estudo de caso

  • Natanael Augusto Ukrainski Universidade Estadual do Centro Oeste - Unicentro
  • Willson Gerigk Universidade Estadual do Centro Oeste - Unicentro
  • Flávio Ribeiro Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro)
Palavras-chave: Análise CVL, Contabilidade Gerencial, Escola de idiomas, Estudo de Caso

Resumo

A presente pesquisa aplicou os conceitos da análise de Custo/Volume/Lucro em um empreendimento que explora a educação de idiomas, mais especificamente, o inglês. Buscou-se identificar quais as informações de caráter gerencial essas aplicações  podem oferecer aos administradores da empresa. O estudo foi realizado junto a uma escola franqueada de idiomas, que atua na cidade de São José dos Pinhais-PR e que começou a operar no ano de 2017. A pesquisa caracteriza-se como descritiva, bibliográfica, documental e estudo de caso. O estudo englobou o período de maio/2018 a abril/2019. Os resultados da pesquisa, decorrentes da aplicação da análise CVL, possibilitaram à escola conhecer: i) a margem de contribuição por aluno, em cada turma, assim como, a margem de contribuição total por turma; ii) o ponto de equilíbrio por turma, por aluno e o ponto de equilíbrio total da escola; iii) a margem de segurança por turma e a toral; e iv) o grau de alavancagem operacional, inclusive mensalmente.

Biografia do Autor

Natanael Augusto Ukrainski, Universidade Estadual do Centro Oeste - Unicentro

Egresso do curso de Ciências Contábeis da Universidade Estadual do Centro Oeste - Unicentro

Willson Gerigk, Universidade Estadual do Centro Oeste - Unicentro

Doutor em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Mestre em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Professor Adjunto do Departamento de Ciências Contábeis (UNICENTRO), campus de Irati.

Referências

Atkinson, A.A, Banker, R.D, Kaplan; R.S & Young, S.M. (2000). Contabilidade gerencial. São Paulo: Atlas.
Bornia, A. C. (2010). Análise Gerencial de Custos. São Paulo: Atlas.
Brasil. Lei. 8.955, de 15 de dezembro de 1994. (1994). Dispõe sobre o contrato de franquia empresarial (franchising) e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 16 dez.
Chiavenato, I. (2004). Administração Nos Novos Tempos. Rio de Janeiro: Elsevier.
Crepaldi, S. A. (2010). Curso Básico De Contabilidade De Custos. 5. ed. São Paulo: Atlas.
Garrison, R.; H. & Noreen, E. W. (2001). Contabilidade gerencial. Rio de Janeiro: LTC.
Gil, A. C. (2008). Métodos E Técnicas De Pesquisa Social. 6. Ed. São Paulo: Atlas.
Horngren, G. T., Foster, G. & Datar, S. M. (2004). Contabilidade de custos: uma abordagem gerencial. 11.ed. São Paulo: Prentice Hall.
Koliver, O. (2008). Contabilidade de Custos. Curitiba: Juruá.
Maher, M. (2001). Contabilidade de Custos: criando valor para a administração. São Paulo: Atlas.
Marion, J. C. (2009). Contabilidade Empresarial. 15 ed. São Paulo: Atlas.
Martins, E. (2010). Contabilidade de Custos. 10. ed. São Paulo: Atlas.
Mattar, F. N. (2001). Pesquisa De Marketing. 3.ed. São Paulo: Atlas.
Matarazzo, D. C. (2003). Análise Financeira de Balanços: Abordagem Básica e Gerencial. 6 ed. São Paulo: Atlas.
Megliorini, E. (2011). Custos análise e gestão. 3. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall.
Mota, A. G. (2002). Contabilidade de Custos. São Paulo. p. 62
Nathalia. (2017). O ensino da língua inglesa no Brasil. Estadão. São Paulo, 22 jun.
Oliveira, L. M, Junior, J. H. P. & Costa, R. G. (2003). Gestão Estratégica de Custos. 3. ed. São Paulo: Atlas.
Oliveira, M. F. (2011). Metodologia Científica: Um Manual Para A Realização De Pesquisas Em Administração. 2011. 72 p. (Dissertação) - Universidade Federal de Goiás.
Padoveze, C. L. (2005). Curso básico gerencial de custos. São Paulo: Pioneira Thomson Learning.
Padoveze, C. L. (2011). Contabilidade Empresarial e Societária. 1 ed. São Paulo: Saraiva.
Rebouças, D. P. O. (2001). Planejamento Estratégico: Conceitos, Metodologias E Práticas. 15 ed. São Paulo: Atlas.
Rireiro A, Marchi L., Imperatore L. G, & Galhardo M. (2013). Gestão Estratégica do Franchising: Como construir Redes de Franquia de Sucesso. 3 ed. São Paulo: DVS.
Sandri, G. A, & Rodrigues, M. M. (2008). Língua Estrangeira Desbravando As Fronteiras. Porto Alegre: Jornal zero hora.
Santos, J. J. (2011). Contabilidade e Análise de Custos. 6 ed. São Paulo: Atlas.
Santos, L. I. S. (2005). Crenças Acerca Da Inclusão De Língua Inglesa Nas Séries Iniciais. 232, p. (Dissertação). Mestrado. Universidade Federal de Mato Grosso.
Silva, M. B, & Grigolo, T. M. (2002). Metodologia Para Iniciação Cientifica À Prática Da Pesquisa E Da Extensão II. Caderno Pedagógico. Florianópolis: UDESC.
Silva, P. Q, Santiago, J. S, Soares, Y. M. A, & Rezende, I. C. C. (2013). Análises de custo-volume-lucro e de regressão como instrumentos. In: XX Congresso Brasileiro de Custos, Uberlândia, MG, Anais Eletrônicos.... Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2019.
Warren, C. S, Reeve, J. M, & Fees, P. E. (2001). Contabilidade gerencial. 2.ed. São Paulo: Pioneira Thomson Learning.
Wernke, R, Faccenda, L. S, & Junges, I. (2017). Análise Custo/Volume/Lucro Aplicada em Escola de Idiomas. In: XXIV Congresso Brasileiro de Custos, Florianópolis, SC, Anais Eletrônicos.... Disponível em: . Acesso em 20 out. 2019.
Wernke, R. (2010). Análise de Custos e Preços de Venda: Ênfase Em Aplicações E Casos Nacionais. 1.ed. São Paulo: Saraiva.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
Ukrainski, N. A., Gerigk, W., & Ribeiro, F. (2020). Análise custo-volume-lucro em uma escola de idiomas: um estudo de caso. UFAM Business Review - UFAMBR, 2(3), 01-19. https://doi.org/10.47357/ufambr.v2i3.7419
Seção
Artigos